Matej Mohoric venceu a Milão San Remo!

Ficou tudo para o final e que final espetacular na Milão San Remo! E novamente venceu um esloveno na temporada, dessa vez Matej Mohoric com um ataque na descida final para San Remo venceu pela Bahrain Victorious! Atrás o francês Anthony Turgis pela Total Energies saltou para ser o segundo e o neerlandês Mathieu van der Poel completou o pódio.

Matej Mohoric vence Milão San Remo! | Foto Marco Bertorello - AFP
Matej Mohoric vence Milão San Remo! | Foto Marco Bertorello – AFP

Milão San Remo 2022 – 293km

Uma viagem centenária que partiu de Milão, principal cidade da Lombardia a capital mundial da moda e design, além de centro financeiro italiano. O destino é San Remo na costa da Ligúria também conhecida como Riviera Italiana próximo a fronteira e apenas 38km do Principado de Mônaco. Primeira das cinco monumentos da temporada, a Milão San Remo é uma prova instigante com seus monumentais quase 300km de extensão e que invariavelmente são decididos nos quilômetros finais. Ataques na Cipressa a 21km do final ou no Poggio di Sanremo a 5,5km são os mais comuns nesse trajeto.

Confira aqui a prévia da Milão San Remo e os favoritos antes da largada.

Assim que foi dada a largada, um grupo de ciclistas atacou para formar a fuga do dia que se estabeleceu com oito ciclistas:

  • Uevgeniy Gidich – Astana Premier Tech
  • Artyon Zakharov – Astana Premier Tech
  • Alessandro Tonelli – Bardiani VSF Faizanè
  • Filippo Tagliani – Drone Hopper Androni Giocattolli
  • Ricardo Zurita – Drone Hopper Androni Giocattolli
  • Diego Sevilla – Eolo Kometa
  • Samuele Rivi – Eolo Kometa
  • Filippo Conca – Lotto Soudal

Apesar de alguns acidentes a prova continuou sem problemas a aproximação da subida Cipressa. Restando 30km para o final o grupo líder começou a perder o fôlego e participantes. Sem ataques do pelote o trabalho sobretudo das equipe Jumbo Visma e UAE Team Emirates era liderar o pelote. A 20km do final os líderes estavam reduzidos aos italianos Alessandro Tonelli e Samiele Rivi com menos de 30 segundos de vantagem.

Poggio di Sanremo

A subida de 3.6km com inclinação média de 3.8% parece não assustar muito, mas com quase 300km nas pernas qualquer lombada é dura. E os esperados ataques ficaram para o Poggio di Sanremo. O grupo de favoritos já estava reduzido a 25 ciclistas. O primeiro ataque foi de Tadej Pogacar, na sua roda estava Wout van Aert. Pogacar tentou novamente, dessa vez Alex Aranburu (Movistar) reagiu e logo Wout juntou-se. O esloveno bicampeão do Tour de France via que ninguém revezava com ele, e então tentava novamente, não uma mas quatro vezes.

O dinamarquês Soren Kragh Andersen então atacou para puxar Pogacar. Na perseguição a dupla Wout van Aert e Mathieu Van der Poel. O quarteto liderava com alguns metros de vantagem. Na descida Matej Mohoric atacou e consegiu colocar alguns segundos de vantagem. Restando menos de 3km para o final Mohoric seguia firme na ponta arriscando tudo na descida. A disputa de gato e rato viu Mohoric ter a vantagem pela falta de cooperação entre os perseguidores deu a chance que Mohoric precisava.

Ao final Mohoric venceu com Anthony Turgis em segundo e Mathieu van der Poel completando o pódio.

 

Classificação da Milão San Remo 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

O canote retrátil foi uma das armas de Mohoric para vencer a Milão San Remo!

Mateh Mohoric venceu ontem a monumento do ciclismo Milão San Remo. Ótimo escalador e exímio em descidas, o esloveno de 27 anos inovou ao utilizar sem dar muito alarde um canote retrátil em sua bicicleta de estrada. “Fiquei impressionado com o controle que tive sobre a bicicleta, o quanto me […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail