Novela Cian Uijtdebroeks tem direito a melodrama

Luiz Papillon

A saída de Cian Uijtdebroeks da Bora Hansgrohe com destino a Visma Lease a Bike ganha contornos de novela. Agora o descaso da equipe e o bullying de outros ciclistas vem a tona e isso não é a toa. Enquanto rola a novela, a Visma Lease a Bike anunciou que o belga participa da concentração na Espanha a partir de hoje.

Cian Uijtdebroeks | Photo News

Há muitos meios de se contar uma história e ainda que todo o enredo seja verdadeiro, o modo e a forma como se conta pode mudar a percepção do espectador. Assim pontos que já haviam sido abordados em entrevistas e mesmo notados durante a temporada 2023, agora são elencados em favor do jovem talento belga Cian Uijtdebroeks.

Novela ou estratégia de saída para Cian Uijdebroeks?

E existe um motivo claro para isso, embora os esportes na comunidade europeia tenham adotado parâmetros da Lei Bosman para quebra de contratos, o ciclismo ainda mantém uma regra a fórceps. Para se efetivar uma transferência de um ciclista sob contrato, é preciso anuência da equipe detentora desse contrato, o que nesse caso se transforma numa taxa de transferência. Isso no futebol era conhecida como “Lei do Passe”, afinal ela é de mão única em favor da equipe, visto que no caso inverso, quando uma equipe decide dispensar um ciclista, ela só precisa pagar a multa contratual.

Não é preciso muito para compreender que há um desequilíbrio contratual e, nesse caso os canais de notícia especialmente belgas já consultaram diversos especialistas em legislação que dizem, apesar da complexidade que o ciclista deve conseguir sair pagando a multa contratual.

E onde entra o bullying? Bom, uma das regras da UCI que permitem a saída de um ciclista de equipe sem o pagamento de multa é justamente ter sido negligenciado pela equipe e ai entram os pontos que vem a conta gota caindo na mídia durante a temporada:

  • Não ter acesso a nutricionista.
  • A bicicleta de contrarrelógio de Uijdebroeks não estaria no bike fit correto.
  • O ciclista teria comprado as próprias meias pois as fornecidas pela equipe não o satisfaziam.
  • Durante a Vuelta, colegas da equipe montaram grupo de whatsapp sem o belga, no qual faziam chacota do mesmo.

Ser um “nerd” extremamente aplicado e focado em seu desenvolvimento como ciclista seria um “problema” entre os outros ciclistas da equipe. Ai entra o caso da La Vuelta 2023, onde na vigésima etapa, Uijdebroeks foi atacado pelos companheiros de equipe Alexsandr Vlasov e Nico Denz. A direção da equipe não se pronunciou sobre o ataque que inverteu as posições no Top10 da prova e por muito pouco não fez a equipe perder uma colocação, pois João Almeida chegou muito perto de Vlasov na etapa.

Alheio a tudo isso Uijdebroeks treina com Wout van Aert na Espanha

A concentração de inverno da Jumbo Visma (futura Visma Lease a Bike) está em andamento na Espanha. E hoje Uijtdebroeks se juntou a Wout van Aert, Christophe Laporte e companhia para os treinamentos. Na imagem que circulou via rede social, Uijtdebroeks é visto com a bicicleta Cervélo da equipe, embora ainda sem a camisa da equipe.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Orbea a marca controlada por funcionários equipa a Lotto Dstny

Se você acompanha o ciclismo no Brasil, certamente já ouviu o nome das bicicletas Orbea em algum momento, em especial quando eram importadas pelo comentarista de esportes da ESPN. A história dessa empresa que em 2024 passa a fornecer bicicletas para a Lotto Dstny começou muito antes, fabricando revólveres e […]
Orbea M11ELTD PWR

leia também

Receba as novidades em seu e-mail