Koen Bouwman venceu em Potenza no Giro!

Luiz Papillon

Com um trabalho fantástico de Tom Dumoulin, o neerlandês Koen Bouwman da Jumbo Visma venceu a etapa 7 do Giro d’Italia. Para festa nos Países baixos, Bauke Mollema (Trek Segafredo) foi o segundo com o italiano Davide Formolo (UAE Team Emirates) completando o pódio. Tom Dumoulin terminou em quarto lugar.

Koen Bouwman | Foto AFP

Giro d’Italia 2022 – Etapa 7 – Diamante a Potenza – 196km

Hoje o Giro d’Italia com uma etapa imperdível. A largada foi na cidade de Diamante, uma das cidades da Riviera del Cedri (por conta do plantio de cedros) na costa do mar Tirreno com destino a Potenza na região da Basilicata em um trajeto de 196km e mais de 4.500m de subida acumulada.

A possibilidade de mudanças na classificação geral eram grandes e a chegada em Potenza em uma rampa com média de 8% de inclinação nos últimos 350m. Um dia para ataques, tentativas de fuga e mudança nas camisas da classificação geral e montanha. Assim que a etapa começou as tentativas de ataques foram todas combatidas ao máximo pelo pelote para segurar uma fuga mais forte. Na primeira subida, Wout Poels (Bahrain) venceu a meta com Davide Formolo (UAE Team Emirates) em segundo e Anthony Perez (Cofidis) na sua roda. Na descida, Richard Carapaz (Ineos) e Mathieu van der Poel (Alpecin Fenix) atacaram colocando o pelote em pânico e motivando uma perseguição.
O ataque seguinte partiu pela dupla de líderes, respectivamente o maglia rosa Juan José Lopez (Trek Segafredo) e Lennard Kamna (Bora Hansgrohe), o líder de montanha. Na segunda subida do dia quem deu as cartas foi a Jumbo Visma com Tom Dumoulin e Koen Bouwman. A dupla foi perseguida por Bauke Mollema (Trek), Davide Formolo (UAE), Davide Villella (Cofidis) e Diego Andrés Camargo (EF) formando uma fuga muito perigosa.
Bouwman faturou os pontos de montanha e restando uma subida apenas para o final da etapa, o neerlandês já garantia virtualmente a camisa de rei da montanha. Com 50 segundos de vantagem para Villella e mais de três para o pelote, a decisão pela vitória ficaria no quarteto:
  • Tom Dumoulin e Koen Bouwman (Jumbo Visma)
  • Bauke Mollema (Trek Segafredo)
  • Davide Formolo (UAE Team Emirates)

Na subida não categorizada no centro de Potenza, Dumoulin sobrou mas num esforço grande conseguiu reconectar com o grupo. O quarteto desceu junto para os quilômetros finais da etapa com  Dumoulin puxando o grupo claramente trabalhando para Bouwman. E esse trabalho funcionou com o neerlandês Koen Bouwman da Jumbo Visma vencendo pela primeira vez uma etapa de grande volta. Para festa nos Países baixos, Bauke Mollema (Trek Segafredo) foi o segundo com o italiano Davide Formolo (UAE Team Emirates) completando o pódio. Tom Dumoulin terminou em quarto lugar.

Camisa rosa (classificação geral): Juan Pedro Lopez

Camisa azul (classificação de montanha): Koen Bouwman

Camisa branca (classificação juvenil): Juan Pedro Lopez

Camisa ciclamino (classificação por pontos): Arnaud Démare

Classificação do Giro d’Italia 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Homem fuga vence no Giro! Thomas De Gendt tira a Lotto do zero!

Durante os últimos anos nas grandes voltas se tinha fuga, um nome era certo nela: Thomas De Gendt, o belga de 35 anos voltou a vencer no Giro d’Italia após 10 anos e claro, em uma fuga. O italiano Davide Gabburo foi segundo pela Bardiani e Jorge Arcas o terceiro […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail