Ciclista suíço Gino Mader morreu em queda durante Tour de Suisse

Luiz Papillon 1

A comunidade do ciclismo profissional foi abalada hoje com a notícia da morte de Gino Mader. O ciclista caiu ontem em uma curva de alta velocidade, recebeu reanimação e foi transportado para o hospital mas hoje às 11h30 locais teve a morte declarada.

Ciclistas sofrem grave acidente no Tour de Suisse

As condições do acidente ainda não estão claras, Mader e Magnus Sheffield caíram aparentemente em momentos separados. O trecho onde ocorreu o acidente é de alta velocidade porém pedalável, o que leva a expectativa que um toque, problema mecânico ou mesmo interferência de um veículo tenha causado a queda.

O médico da prova Roland Kretsch encontrou Mader sem batimentos e iniciou uma RCP por 25 minutos. “Ele voltou a vida, voltou a ter batimentos” completou o médico. Após esse procedimento, Gino Mader foi levado por helicóptero para o hospital de Chur onde veio a falecer.

A carreira de Gino Mader

Após desempenho impressionante no tou de l’Avenir de 2018, Gino Mader tornou-se profissional em 2019 na equipe Dimension Data. Já em 2021 na Bahrain Victorious vieram as primeiras vitórias profissionais, com etapas  no Giro e no Tour da Suiça além de um excelente quinto lugar na classificação geral da Vuelta. Em 2022 foi segundo na classificação geral do Tour de Romandie e neste ano teve um terceiro lugar em etapa da Paris Nice.

 

Declaração da Equipe Bahrain Victorious sobre Gino Mader

É com profunda tristeza e pesar que anunciamos o falecimento de Gino Mäder. Na sexta-feira, 16 de junho, após um acidente gravíssimo durante a etapa 5 do Tour de Suisse, Gino perdeu a batalha para se recuperar das graves lesões sofridas. Toda a nossa equipe está devastada por este trágico acidente, e nossos pensamentos e orações estão com a família e entes queridos de Gino durante este período incrivelmente difícil.

Após o incidente de alta velocidade que ocorreu na descida final da etapa de quinta-feira, o jovem de 26 anos foi reanimado no local pela equipe médica que também realizou RCP, antes de ser levado de helicóptero ao hospital.

Apesar dos esforços da equipe fenomenal do hospital Chur, Gino não conseguiu passar por este, seu último e maior desafio, e às 11h30 nos despedimos de uma das estrelas brilhantes de nossa equipe.

O Gino foi um atleta extraordinário, um exemplo de determinação, um membro valorizado da nossa equipe e de toda a comunidade do ciclismo. Seu talento, dedicação e paixão pelo esporte nos inspiraram a todos.

O diretor administrativo Milan Erzen comentou esta manhã:

“Estamos devastados pela perda de nosso excepcional ciclista, Gino Mäder. Seu talento, dedicação e entusiasmo foram uma inspiração para todos nós. Ele não era apenas um ciclista extremamente talentoso, mas uma ótima pessoa fora da bicicleta. Estendemos nossas mais profundas condolências à sua família e entes queridos, e nossos pensamentos estão com eles durante este momento difícil. Bahrain Victorious correrá em sua homenagem, mantendo sua memória em todas as estradas que corremos. Estamos determinados a mostrar o espírito e a paixão que Gino demonstrou, e ele sempre será parte integrante de nossa equipe”.

A família de Gino pediu privacidade enquanto lamenta sua perda, e pedimos gentilmente que seus desejos sejam respeitados. A equipe e a família expressam nossa gratidão pelo grande apoio que recebemos de todo o mundo do ciclismo.

Gino, obrigado pela luz, pela alegria e pelas risadas que você trouxe para todos nós, sentiremos sua falta como piloto e como pessoa.

Hoje e todos os dias cavalgamos por você, Gino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Cinco pontos para melhorar a segurança em provas de ciclismo

Após a trágica morte de Gino Mader, a discussão entorno da segurança dos ciclistas em provas tomou corpo nas redes sociais. O presidente da Associação dos Ciclistas Profissionais (CPA), Adam Hansen destacou cinco pontos a melhorar. Padronização da indicação de perigo em percursos Atualmente as situações de perigo são indicadas […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail