Hugh Carthy vence no Angliru e Carapaz volta a ser líder da Vuelta

Luiz Papillon

O inglês Hugh Carthy da EF Pro Cycling venceu no Alto de L’Angluiru na Vuelta 2020. Em um final brutal, Carthy acelerou durante os 2km finais da subida duríssima e  venceu com 16 segundos de vantagem sobre o russo Aleksandr Vlasov da equipe Astana. O espanhol Enric Mas foi o terceiro colocado. Primoz Roglic perdeu 16 segundos para Richard Carapaz que recuperou a camisa vermelha de líder da Vuelta 2020.

Vuelta 2020 – Etapa 12 – La Pola Laviana ao Alto de L’Angliru – 109.4km

Entramos na última semana do ciclismo em 2020. Para coroar esse dia, a Vuelta nos presenteia com uma etapa espetacular com chegada no Aldo de l’Angliru. A largada da Etapa 12 foi em Pola de Laviana, um refugio a 33km de Oviedo. Os ciclistas passam por quatro subidas categorizadas antes de chegar no l’Angliru:

  • Alto del Padrún 3.5km a 6.6%
  • Alto de Santo Emiliano 3.9km a 5.9%
  • Alto de La Mozqueta 6.4km a 8.8%
  • Alto del Cordal 5.6km a 8.8%
  • Alto de L’Angliru 13.2km a 9.4%

A fuga do dia começou com 20 ciclistas, ao longo da prova restaram três ciclistas na fuga:

  • Mattia Cattaneo (Deceuninck Quick Step)
  • Luis León Sanchez (Astana)
  • Guillaume Martin (Cofidis)

Martin conquistou todas as metas de montanha antes do Angliru, praticamente selando a disputa pela camisa de Rei da Montanha. O trio escapado iniciou a escalada do Angliru com 30 segundos de vantagem sobre o pelote. Quando entraram no trecho mais duro da subida com inclinações superiores a 20%, a prova foi decidida. Primeiro Enric Mas atacou pela Movistar e depois Hugh Carthy pela EF Pro Cycling.

Carthy acelerou durante os 2km finais da subida duríssima e  venceu com 16 segundos de vantagem sobre o russo Aleksandr Vlasov da equipe Astana. O espanhol Enric Mas foi o terceiro colocado. Primoz Roglic perdeu 16 segundos para Richard Carapaz que recuperou a camisa vermelha de líder da Vuelta 2020.

A escalada ao Aldo de L’Angluiru

Assim que iniciaram a subida, o grupo seleto de favoritos deixou os remanescentes da fuga para trás. Os favoritos eram dez ciclistas sendo três da Jumbo Visma, liderados claro por Primoz Roglic. Quando entraram no trecho mais duro da subida com inclinações superiores a 20%, a prova foi decidida. Primeiro Enric Mas atacou pela Movistar e depois Hugh Carthy pela EF Pro Cycling.

Carthy acelerou durante os 2km finais da subida duríssima e  venceu com 16 segundos de vantagem sobre o russo Aleksandr Vlasov da equipe Astana. O espanhol Enric Mas foi o terceiro colocado. Primoz Roglic perdeu 16 segundos para Richard Carapaz que recuperou a camisa vermelha de líder da Vuelta 2020.

Richard Carapaz é o líder na classificação geral.

Primoz Roglic (Jumbo Visma) lidera a disputa por pontos.

Guillaume Martin (Cofidis) é o atual rei da montanha.

Enric Mas (Movistar) lidera entre os jovens até 25 anos.

A Movistar é a melhor equipe da Vuelta 2020.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Roglic vence contra relógio e assume a liderança da Vuelta

O esloveno Primoz Roglic da Jumbo-Visma venceu a etapa de contra relógio individual em Mirador de Ézaro pela Vuelta 2020. A prova foi bastante intensa com direito a zona para troca da bicicleta de contra relógio para bicicleta de estrada. Will Barta da CCC foi o segundo colocado seguido pelo […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: