Astana vence Omloop com Valgren

Luiz Papillon

Com um trabalho fantástico de equipe o dinamarquês Michael Valgren venceu a Omloop Het Niewsblad na Bélgica. Vindo de um ataque com doze pilotos logo após a última subida do dia Valgren teve a companhia de dois colegas da Astana e nos dois últimos quilômetros lançou um ataque fulminante e contou com a proteção de seus colegas que atrapalharam a reação da fuga, o único que tentou alcança-lo foi Sep Vanmarcke da EF mas o dia de glória de Valran estava garantido. Lukas Wisniowski polonês da Sky foi segundo com Sep Vanmarcke em terceiro.

Uma fantástica vitória para o piloto de 25 anos e para equipe Astana que esta as voltas com a crise interna por conta do atraso no repasse de verbas pelo governo Cazaque, principal patrocinador da equipe.

Com grandes nomes do ciclismo a 73ª Omloop Het Niewsblad abriu a temporada de corridas na Bélgica, em especial as provas clássicas em cobbles os paralelepípedos que desgastam os ciclistas, as ruas estreitas dificultam o posicionamento no pelote fazendo com que a disputa por uma posição privilegiada seja intensa pois qualquer corte no pelote praticamente anula as chances de vitória.

 

Omloop significa circuito em holandês enquanto Het Niewsblad é um dos maiores jornais de notícias na Bélgica, friso a pequena diferença entre as palavras Omloop e Ronde, em português seriam Circuito e Volta as melhores definições. A prova com largada em Gante na região flamenca da Bélgica percorrerá 196km com treze curtas e duras subidas com chegada em Ninove com 13 subidas curtas e duras.

Como foi a prova

A prova começou com muito frio e uma fuga de dez pilotos que teve vantagem de até 4’50” mas o pelote começou a diminuir a vantagem assim que se aproximavam dos 50km finais, quando foram neutralizados. E começaram os ataques e perseguições surpreendentemente com Avermaet, depois Wellens mas a 30km do final o pelote estava reduzido a 40 pilotos e sem fuga.

Após a passagem pelo Muur o grupo líder ficou reduzido a doze pilotos com Avermaet, Naesen, Trentin e Colbrelli na ponta com três homens da Astana liderados por Lutsenko mantendo uma vantagem na casa dos 35 segundos sobre o pelote reduzido atrás. Entraram assim nos 3km finais e ficou claro que dificilmente seriam alcançados pelo pelote.

E os ataques começaram com o dinamarquês Micheal Valgren da Astana a 1.8km do final e os dois homens da Astana deram aquela segurada no pelote e Sep Vanmarcke atacou como uma bala em perseguição mas não conseguiu alcançar o dinamarquês e ainda foi alcançado pelo jovem polonês da Sky Lukas Wisniowski que ficou com o segundo lugar.

Confira o vídeo do ataque vencedor:

O pódio

Outra novidade na Omloop foi o pódio sem as modelos entregando flores num movimento contra a objetificação das mulheres a organização teve como mestre de cerimônias a elegante Maja Leye (a modelo que foi apalpada por Peter Sagan alguns anos atrás) que introduziu os convidados e vencedores ao pódio.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Dylan Groenewegen vence sprint na KBC

A expectativa de um final em sprint se concretizou na Kuurne Bruxelas Kuurne, com um trio de escapados na frente do pelote e 25km planos nenhum ataque funcionou. Demare foi o primeiro a sprintar com Dylan em sua roda e o holandês da Lotto Jumbo venceu com Demare da FDJ […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: