Ribeirão libera ciclistas da elite, equipe luta em busca de patrocínio

Luiz Papillon
Em comunicado, a equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto, uma das mais longevas do ciclismo brasileiro está em vias de encerrar as atividades da categoria elite. Os ciclistas já foram comunicados e liberados para buscar outras equipes.
Equipe de Ciclismo de RIbeirão Preto
Equipe de Ciclismo de RIbeirão Preto
Entre os ciclistas da equipe, destaque para Alessandro Guimarães, o Indinho que venceu uma etapa da Vuelta a Chiloé em 2019, Rafael Andriato que competiu por 5 anos em equipes profissionais continentais na Europa, além de promessas como Leonardo Finkler, Marecos Matta e Renan Quadri.

Confira o comunicado da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto / Associação Terra Ciclismo

Pentacampeã do ranking nacional e vencedora de várias provas nacionais e internacionais, a equipe de ciclismo de Ribeirão Preto anuncia que está em busca de um parceiro para não encerrar suas atividades na categoria elite.
A decisão foi tomada após a equipe não conseguir renovar com o seu patrocinador máster para 2021. Na temporada passada, a equipe ribeirão-pretana ainda conseguiu cumprir com suas obrigações mesmo com a queda de receita em razão da pandemia de Covid-19, que assolou o mundo.
Porém, o projeto ficou inviável para este ano ainda mais sem um patrocinador máster. Assim, a equipe já liberou os atletas para negociarem com outros times.
“Infelizmente, o projeto da equipe elite de Ribeirão Preto pode chegar ao fim. Estamos em busca de um patrocinador máster, caso não seja possível para 2021, trabalharemos para retornar em 2022. Queríamos muito continuar competindo no mais alto nível, tanto em provas nacionais como internacionais, mas ficou inviável”, disse Danilo Terra, diretor da Equipe de Ciclismo.
Criada em 1995, a equipe de ciclismo de Ribeirão Preto começou de forma amadora. Com o passar dos anos, a equipe se profissionalizou e tornou uma das mais tradicionais do país.
Foi a primeira a possuir uma equipe multidisciplinar, com fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e fisiologista.
Com a profissionalização, se tornou pentacampeã do ranking nacional e possui vários títulos do Campeonato Brasileiro de Estrada e Contra-Relógio, além de inúmeras conquistas em provas nacionais e internacionais. A equipe também se tornou uma fornecedora de atletas de alto nível para a seleção brasileira.
Há dois anos, obteve chancela de Continental. Assim, foi a única do Brasil com a permissão para disputar competições dos circuitos internacionais da UCI, exceto Pro Tour. A equipe de ciclismo de Ribeirão Preto aproveita a nota para agradecer os patrocinadores, os parceiros e a imprensa que fizeram parte do nosso dia a dia em todos esses anos.
A equipe informa também que as categorias de base continuarão com suas atividades normalmente no ano de 2021 através do projeto via Lei Paulista de Incentivo ao Esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Cofidis vence a primeira da temporada com Christophe Laporte

A Etoile de Besseges teve chegada dura em subida teve como vencedor Christophe Laporte da Cofidis. O velocistas sobreviveu a subida e venceu com seu compatriota Nacer Bouhanni em segundo. Um pouco atrás o dinamarquês Mads Pedersen completou o pódio. Etoile de Besseges – Etapa 1- Bellegard – 143.5km A […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail