Dylan Groenewegen vence sprint na KBC

Luiz Papillon

A expectativa de um final em sprint se concretizou na Kuurne Bruxelas Kuurne, com um trio de escapados na frente do pelote e 25km planos nenhum ataque funcionou. Demare foi o primeiro a sprintar com Dylan em sua roda e o holandês da Lotto Jumbo venceu com Demare da FDJ em segundo e Colbrelli da Team Bahrein em terceiro.

Confira os dez primeiros colocados:

  1. Dylan Groenewegen
  2. Arnaud Demare
  3. Sonny Colbrelli
  4. Pim Ligthart
  5. Justin Rules
  6. Jean Pierre Drucker
  7. Guillaume Boivin
  8. Lukasz Wisniowski
  9. Julien Vermote
  10. Timothy Dupont

A segunda prova da temporada de clássicas belga com duros 198km na viagem de ida e volta entre Kuurne e Bruxelas, um desafio com subidas. A origem da KBC data de 1946 com o nome de Omloop der beide Vlaanderen (Volta aos dois flandres) e em 1979 passou ao nome atual e detem o mesmo ranking UCI 1.HC que a Omloop Het Niewsblad que aconteceu ontem. Atualmente a organização é a mesma para as seis principais clássicas belgas e a maioria dos pilotos na Omloop participa da KBC. Embora na Omloop as modelos no pódio “flower girls” foram substituídas por uma mestre de cerimônia enquanto na KBC os buquês e beijos nos vencedores aconteceram e antes do champanhe o vencedor recebeu uma taça enorme de cerveja.

A prova

A prova começou com um pouco mais de vento do que a meteorologia predizia, com doze subidas no cardápio do dia logo na largada a primeira fuga foi formada com sete pilotos abrindo 1’15” de vantagem para o pelote com 170km por percorrer, após os primeiros 100km a vantagem da  fuga mantinha-se na casa de um minuto mas foi na subida do Kruisberg que a fuga viu sua vantagem despencar para apenas 19″ e uma queda no pelote interrompeu a perseguição com Van Poppel da Trek abandonando e com 85km para o final o pelote neutralizou a fuga.

Em seguida o pelote quebrou com um grupo de 30 líderes se destacando entre eles vários favoritos como Demáre, Styuven, Trentin e Avermaet. Com 45k para o final Jasper Styven atacou e teve a companhia de Daniel Oss que sustentaram uma fuga sempre acompanhada de perto pelo pelote, mas os planos da dupla tiveram um furo para Daniel Oss que sem dúvida prejudicou a tentativa, deixando Stuyven num contra relógio individual que foi neutralizado com 19km para o final.

Nos 10km finais um ataque de Duval da AG2R, Vermote da Dimension Data e Vilegen da BMC escaparam um pouco mas sempre na alçada do pelote e foram para o quilômetro final com os sprinters alinhando para o sprint com Demare partindo primeiro com Groenewegen na sua roda e Colbrelli vindo um pouco atrás, o holandês acelerou para vitória mostrando grande forma.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Dani Diaz vencedor da Volta a Mendoza

A sétima e ultima etapa da 42ª Volta a Mendoza teve Pedro Rodriguez da TIMS do Equador como vencedor seguido de Gonzalo Najar da SEP e Segundo Navarrete também da TIMS. O argentino Daniel Diaz da SEP sagrou-se campeão da Volta a Mendoza com seu companheiro Gonzalo Najar em segundo e […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: