10º Brasil Ride terá estrelas internacionais na Bahia

Luiz Papillon

Ultramaratona Brasil Ride começa no próximo domingo e terá estrelas internacionais. Além de Henrique Avancini e Manuel Fumic da equipe Cannondale, estarão presentes campeões olímpicos como o russo Alexey Medvedev e o checo Kristian Hynek, atual vice campeão mundial de maratona.

O Brasil Ride teve inscrições esgotadas e a lista de participantes conta com 570 ciclistas de 24 países. A largada será no próximo domingo 20 de outrubro no Arraial d’Ajuda no sul da Bahia. Sete equipes são consideradas favoritas a disputa do título a começar pela dupla campeã, formada pelos checos Jaroslav Kulhavy e Matous Ulman da Specialized Racing. A specialized também trás a dupla Tiago Ferreira e Hans Becking, ambos campeões em edições anteriores do Brasil Ride.

Etapas Brasil Ride 2019 – Arte pelote.com.br

Campeões olímpicos e mundiais entre os favoritos ao Brasil Ride 2019

Campeão olímpico em Londres-2012, Jaroslav Kulhavy estava confirmado para fazer sua estreia em 2018, porém uma lesão no joelho às vésperas da prova o impediu de vir para Bahia. Agora, tem sua chance de competir pela primeira vez na principal ultramaratona de mountain bike das Américas, a segunda maior do mundo. “Como será minha primeira experiência, não tenho muita ideia do que vai acontecer. Será um grande desafio”, conta o campeão mundial e medalhista olímpico Jaroslav Kulhavy, que, além do ouro em Londres, foi prata na Rio-2016.

Hans Becking e Tiago Ferreira (Rosita Belinky / Brasil Ride)

Bicampeão nas duas primeiras edições do evento, à época na Chapada Diamantina, o tcheco Kristian Hynek chega à Brasil Ride com moral alta após o vice-campeonato mundial de maratona, em setembro, na Suíça. “O que sei a respeito desta versão da prova em Porto Seguro e Guaratinga é apenas um pouco do que Robert Novotny (dupla de Hynek em 2010/2011) me disse. Estou ansioso por isso, para ver uma parte diferente do Brasil e, talvez, depois desfrutar de algumas horas ou dias na praia após a corrida”, disse Hynek, que terá Novtny como estafe de equipe.

Estrelas brasileiras no Brasil Ride 2019

Se Henrique Avancini é o único brasileiro nas duplas consideradas favoritas para a conquista do título, o pelotão intermediário conta com renomados ciclistas do Brasil, que podem lutar por um lugar no pódio das etapas, bem como pela camisa de líderes das Américas. São os casos de: Mario Verissimo e Bruno Lemes, da Squadra Oggi; Sherman Trezza e Guilherme Muller, da Cannondale Brasil Racing; o suíço naturalizado brasileiro Lukas Kaufmann com seu parceiro Konny Looser (SUI), da FKS Factory Racing; Halysson Ferreira e Nicolas Machado, da Tropix Factory Racing Team; Daniel Zoia e José Gabriel Almeida, pela Corinthians Audax Bike Team; Ricardo Pscheidt e Gilberto Goes, da Orbea Team Brasil; Edson Rezende e Nicolas Sessler, da Caloi Avancini Team.

Elite Feminina mira jogos olímpicos de Tóquio 2020

Com o Brasil lutando por pontos para garantir uma vaga em Tóquio 2020 no mountain bike feminino, a ultramaratona torna-se ainda mais importante, por ofertar 120 pontos às suas campeãs no ranking olímpico. Estão confirmadas na disputa ciclistas como a três vezes campeã brasileira em 2019, Letícia Cândido, ao lado de Hercília Najara, a bicampeã da Brasil Ride, Raiza Goulão disputando com a experiente colombiana Angelita Parra, e as venezuelanas Katherine Lindo e Florangela Rodriguez.

Raiza Goulão (Fabio Piva / Brasil Ride)

A jovem revelação do MTB nacional, Karen Olimpio, em parceria com a experiente portuguesa Ilda Pereira, e Viviane Favery, com Tânia Clair Pickler, também estão entre as favoritas ao pódio. Líder do País no ranking olímpico, Jaqueline Mourão aguarda confirmação de sua parceira para juntar-se ao pelotão da ultramaratona.

570 inscritos de 24 países no Brasil Ride 2019

Os países – Os 570 inscritos na décima edição da ultramaratona representam os seguintes países: Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Chile, Chipre, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Equador, França, Holanda, Itália, Japão, México, Noruega, Portugal, República Tcheca , Rússia , Suíça e Venezuela.

Considerado como uma Grande Volta do MTB mundial, a ultramaratona marcada para 20 a 26 de outubro, no Extremo Sul da Bahia, oferece um forte desafio para os 570 participantes de 24 países. Durante sete dias, eles têm pela frente cerca de 600 km e quase 11.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Brasil Ride. No último dia da competição, o sábado (26), mais 1.500 ciclistas de todo o País juntam-se às estrelas do mountain bike internacional para a disputa da Maratona dos Descobrimentos. Uma oportunidade única de pedalar e ver de perto os melhores mountain bikers do mundo.

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

A ultramaratona Brasil Ride tem os patrocínios do Governo da Bahia, por meio da SETRE, Bahiatursa e SUDESB, de Land Rover, Shimano, Specialized e Unidas. Coca-Cola, Conect Car, Ful Gas, Garmin, LAF Corretora de Seguros, La Maglia, Oakley, Red Bull, Shop2gether, Squirt, Thule e Vittoria são empresas apoiadoras, assim como as prefeituras de Porto Seguro e Guaratinga, bem como o Parque Nacional do Pau Brasil, são apoiadores institucionais do evento.

Imagens para a imprensa – A partir desta temporada, a Brasil Ride conta com um banco de imagens especificamente para o uso da imprensa: https://brasilride.photoshelter.com/index. Neste espaço, há fotos de todas as provas realizadas no ano, entre mountain bike e trail run. Para acessá-las, basta cadastrar-se no sistema do site Photoshelter e fazer o download dos arquivos escolhidos.

 

Mais informações da Brasil Ride:
Site: http://www.brasilride.com.br
Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE
Twitter: www.twitter.com/brasil_ride
Instagram: www.instagram.com/brasilride

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Jelle Wallays vence Paris Tours

O belga Jelle Wallays da Lotto Soudal venceu a 113ª Paris Tours. A clássica “dos sprinters”, disputada desde 1896 a prova encerra o calendário francês no circuito europeu. Wallays aproveitou uma queda a 43km do final para escapar, perseguir Soren Kragh Andersen que liderava até furar a 42km do final. […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: