Velódromo de Izu recebe disputa de pista no ciclismo! Conheça cada discicplina!

Luiz Papillon

Na noite de sábado para domingo começam as disputas no Velódromo Olímpico de Izu. Ao todo serão seis disciplinas que combinam trabalho em equipe, técnica, velocidade e estratégia em uma disputa que terá um total de 36 medalhas distribuídas.

Com presença nos jogos olímpicos desde 1896, com exceção a Estocolmo em 1912, o ciclismo de pista é uma das disputas mais tradicionais do esporte. A disputa por mulheres passou a fazer parte dos jogos no ano de 1988 em Seul na Coréia. Já os ciclistas profissionais passaram a disputar os jogos apenas em 1996 em Atlanta.

Velódromo de Izu

As disputas acontecerão no Velódromo de Izu, inaugurado em 2011. Com pista em pinho siberiano, 250m de extensão e inclinação máxima de 45º, o velódromo foi projetado por Ralph Schumann e tem capacidade para 3.600 espectadores.

Velódromo Olímpico de Izu no Japão | Foto Toquio 2020
Velódromo Olímpico de Izu no Japão | Foto Toquio 2020

Podemos separar as disputas na pista em duas categorias, de velocidade ou resistência. A velocidade inclui velocidade por equipes, velocidade individual e Keirin. Enquanto as disputas de resistência são a perseguição por equipes, o omnium e o madison. Conheça cada uma delas:

Velocidade Individual (Sprint)

É uma disputa entre dois ciclistas em três voltas onde por muitas vezes há uma tensão entre quem será o ciclista a começar a correr protagonizando momentos de disputa psicológica onde o ciclista fica parado (track stand) esperando que o adversário o ultrapasse. Isso se deve ao fato do ciclista que está atrás no momento do ataque final, ter vantagem em aumentar a velocidade surpreendendo o que vai a frente. Vence o ciclista que cruzar a terceira volta na frente. Nas finais ocorrem duas disputas, uma pelo terceiro lugar e outra para definição do campeão e vice.

Velocidade por Equipes (Team Sprint)

A disputa é semelhante, porém sem a parte neural pois cada equipe (duas ciclistas no feminino e três no masculino) aceleram por três voltas cada. A cada volta o primeiro da equipe deixa a ponta para ficar por último. A equipe vencedora é a que obtiver o menor tempo, em caso de empate o desempate se dá pelo tempo na última volta.

Keirin

O tradicional Keirin disputado no Japão e Coreia do Sul, desde o pós guerra (1948), foi introduzido pela primeira vez nos jogos de Sidney em 2000. Sete ciclistas seguem uma moto (chamada Derny) por 750m antes de efetuarem um ataque nos últimos 250m, a moto acelera gradualmente até 50km/h, vence o ciclista que cruzar primeiro a chegada.

Keirin nos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres | Foto Divulgação
Keirin nos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres | Foto Divulgação

Perseguição por Equipes (Team Pursiuit)

Cada equipe de quatro ciclistas larga em lado oposto do velódromo e vence a equipe que alcançar seu oponente ou completar a distância no menor tempo. A disputa tem 4.000m totalizando 16 voltas na pista de 250m.

Madison

A disputa de Madison originalmente era apenas masculina e foi disputada pela primeira vez em Pequim 2008. Contudo pela questão de igualdade de gêneros foi retirada de Londres 2012 e agora retorna a Tóquio 2020, desta vez disputada no masculino e feminino.  É uma disputa por duplas de ciclistas e vence aquela que obter a maior quantidade de pontos acumulados.

Essa disputa de 50km (200 voltas) para homens e 30km (120 voltas) para mulheres envolve duplas de ciclistas onde um ciclista acelera na parte de cima e o outro descansa por 20 voltas e depois lança o companheiro para a pista e descansa, a cada 10 voltas acontece um sprint valendo a mesma pontuação que a corrida por pontos:

  1. 5 pontos
  2. 4 pontos
  3. 2 pontos
  4. 1 ponto

Na volta final a pontuação é dobrada (10,6,4 e 2 pontos), a pontuação por dar uma volta é 20 pontos e uma equipe que sofre a perda de volta tem 20 pontos deduzidos da pontuação. A equipe vencedora é aquela com o maior número de pontos ao final, em caso de empate a posição na última volta.

Omnium

É um evento combinado, assim como o decatlo ou pentatlo e nos jogos de Tóquio terá sua disputa em quatro modalidades (ante seis até 2017) disputadas no mesmo dia:

  • Scratch

A disputa de 15km para homens e 10km para mulheres, com primeira volta neutralizada os velocistas costumam se poupar para as voltas finais, vence o primeiro a cruzar a linha.

 

 

  • Tempo 10km para homens e 7.5km para mulheres

Tempo é uma disputa que estreia em Tóquio 2020, onde após as 5 primeiras voltas, 1 ponto é dado ao primeiro ciclista que vencer cada volta. Além disso um ciclista pode receber 20 pontos por dar a volta no grupo. Ao final o vencedor é aquele que tem o maior número de pontos.

  • Corrida de eliminação.

Disputa na qual o último colocado é eliminado a cada duas voltas.

  • Corrida por pontos 25km para homens e  20 km para mulheres

Para cada uma das três primeiras provas é atribuída uma pontuação com a qual largam para a corrida de pontos e o ciclista com o maior número de pontos ao final é o vencedor e o desempate segue a mesma regra do Madison.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Van Vleuten vence no País Basco

Nem o jet lag e a noite em claro impediram a vitória de Annemiek van Vleuten na Clássica San Sebastián no País Basco! Clássica San Sebastián – 139.8km Campeã olímpica na disputa contrarrelógio e medalha de prata na prova de estrada, a neerlandesa Annemiek Van Vleuten da Movistar era a […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail