Sepp Kuss vence e Daniel Martinez é campeão do Dauphine

Luiz Papillon

Em uma etapa espetacular, Sepp Kuss da Jumbo Visma venceu e Daniel Felipe Martinez da EF Education First foi campeão do Critérium du Dauphiné 2020. Sem Primoz Roglic que não chegou a largar, a luta pelo campeonato ficou aberta com pouca diferença entre os primeiros colocados. Daniel Felipe Martínez foi o segundo colocado seguido de Tadej Pogacar da UAE Team Emirates em terceiro.

Roglic abandona o Critérium du Dauphiné

Hoje a etapa final do Critérium du Dauphiné começou sem o camisa amarela. Roglic, lider da prova abandonou devido as lesões causadas pela queda durante a etapa de ontem. Assim o líder na classificação geral passou a ser Thibaut Pinot da Groupama FDJ. Além de Roglic, ontem seu companheiro de equipe Steven Kruijswijk também abandonou a prova devido a ter o ombro deslocado em uma queda.

Criterium du Dauphiné Etapa 5 – Megève 153.5km

Uma etapa com oito subidas categorizadas, um trajeto duríssimo para os ciclistas, assim os organizadores planejaram a etapa derradeira do Critérium du Dauphiné 2020. Com ataques cedo, logo a fuga foi se formando com Julian Alaphilippe conquistando a primeira montanha do dia, a Cote de Domancy.

O grupo líder tinha quinze ciclistas e mantinham cerca de um minuto de vantagem para o pelote. Durante a escalada da montanha fora de categoria do Romme, a situação mudou e o grupo líder passou a ter favoritos como Tom Dumoulin, Romain Bardet e Julian Alaphilippe. Após a descida, a próxima montanha do dia seria a Col de la Colombiere.

Na aproximação a dupla Julian Alaphilippe e Pavel Sivakov conseguiram se destacar. A dupla seguiu liderando e entrou nos 40km finais com pouco mais de um minuto de vantagem para o pelote. O jovem russo Sivakov sofreu uma queda na marca de 31km para o fim, com muitos ralados ele conseguiu voltar rapidamente a prova e reconectou a Alaphilippe.

Atrás o pelote já vinha com dois grupos, um com a maioria dos favoritos a 50 segundos de Alaphilippe e com mais de cinco minutos, Mikel Landa, Richie Porte e Nairo Quintana davam adeus a possibilidade de vitória no Dauphiné 2020.

Ataque de Pogacar e Superman Lopez

O esloveno Pogacar e o colombiano Superman Lopez lançaram um ataque na Cotê de Domancy. Do grupo favorito vieram contra ataques mas Pinot, líder virtual sobrou. O grupo líder passou a ter seis ciclistas:

    • Tadej Pogacar – UAE
    • Miguel Angel Lopez – Astana
    • Daniel Felipe Martinez – EF
    • Sepp Kuss – Jumbo Visma
    • Julian Alaphilippe – Deceuninck Quick Step
    • Pavel Sivakov – Ineos

Esse ataque foi definitivo para o resultado da prova. Sepp Kuss mais tarde atacou novamente, abriu e venceu solo, mas a batalha não terminava. Atrás Pogacar e Martinez vinham acelerando pois cada segundo importava na disputa do título. E mais atrás o “trem”de Pinot que teve ajuda de Alaphilippe e depois de Warren Barguil, mas não foi o suficiente.

Ao final Daniel Martinez da EF Education First se consagrou campeão do Critérium du Dauphiné 2020. Wout van Aert foi o vencedor por pontos, Martinez ainda acumulou a camisa de melhor jovem.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Plantão Médico Ciclismo: Carta de Jakobsen, Remco sem cirurgia

Após duas semanas intensas com acidentes terríveis no WorldTour, a relação dos ciclistas acidentados é espantosa. Os casos mais graves, felizmente estão evoluindo para recuperação. Nessa temporada atípica, com o Tour de France logo no final do primeiro mês de retomada, os ciclistas estão disputando cada prova como se fosse […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: