Um ano após morte de Davide Rebellin: Motorista está preso

Luiz Papillon
Ontem fez um ano da morte de Davide Rebellin, o ciclista italiano foi morto enquanto pedalava por um motorista de caminhão que fugiu do local da tragédia. 
Davide Rebellin
 

Passado um ano, o motorista que atropelou o ciclista italiano, Wolfgang Rieke, foi preso na Alemanha e deportado para a Itália, onde aguarda julgamento desde 25 de agosto. Os advogados de Rieke propuseram um acordo no qual ele cumpriria uma pena de 35 meses de detenção, enquanto a família de Rebellin pede a pena máxima italiana, que é de 6 anos e meio, além de danos imateriais.

Essa situação nos mostra que, de certa forma, existe alguma punição para um motorista que comete um ato tão grave. Isso é algo extremamente raro no Brasil, onde os motoristas frequentemente alegam falta de intenção e muitas vezes são liberados para ir para casa antes mesmo do corpo da vítima ser liberado para os familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Fem van Empel domina mais uma vez no cyclo-cross

A campeã mundial de cyclo-cross segue dominando e ganhou a nona prova na temporada. Desta vez a canibal atacou na Superprestige de Boom na Bélgica. Em um circuito muito escorregadio devido ao gelo, Puck Pieterse começou bem. Já Van Empel largou mal mas logo assumiu a segunda posição. Um escorregão […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail