Simon Yates vence etapa e Richard Carapaz é o novo líder do Giro d’Italia!

Luiz Papillon

O britânico Simon Yates da equipe australiana BikeExchange venceu a etapa 14 do Giro d’Italia em Turim. Yates que esteve no grupo líder a maior parte do tempo atacou a 4km do final na meta de bônus. Atrás o australiano Jay Hindley ficou em segundo enquanto o equatoriano Richard Carapaz completou o pódio e assumiu a liderança do Giro 2022.

Simon Yates vence no Giro 2022 | Foto Team BikeExchange
Simon Yates vence no Giro 2022 | Foto Team BikeExchange

Após onze dias vestindo a maglia rosa, Juan Pedro López deixa a liderança com a sensação de trabalho cumprido e uma promessa para o futuro da Trek Segafredo.

Giro d’Italia 2022 – Etapa 14 – Santema a Turim – 147km

O Giro em sua 14ª Etapa partiu de Santema para Turim com duas passagens pela Superga e pela Colle della Madalena, duas subidas clássicas no entorno de Turin. A etapa em linha mais curta do Giro tem apenas 147km e isso significa ataque atrás de ataque.

A subida de Superga guarda dois monumentos, um relembrando os jogadores de futebol do Torino que morreram em um acidente de avião no local e Serse Coppi, irmão mais novo de Fausto que morreu após sua roda deslizar no trilho do bonde no sprint do Giro de Piemonte. Serse foi levado ao hospital, diagnosticado com concussão e seria operado, mas não resistiu e morreu nos braços de seu irmão Fausto.

Tom Dumoulin abandonou o Giro

Três ciclistas não largaram hoje, os velocistas Cees Bol (DSM), Giacomo Nizzolo (Israel – Premier Tech) e Alexander Krieger (Alpecin-Fenix). Assim que foi dada largada, Mathieu van der Poel atacou e assim foi durante vários quilômetros com ataque atrás de ataque. Durante a primeira subida, o neerlandês Tom Dumoulin abandonou o Giro. Ele já vinha lutando com o corpo fazia alguns dias.

“O tanque está vaio, eu realmente não sei o que dizer sobre isso no momento. Isso é muito decepcionante, não posso forçar sem doer. A forma simplesmente não chegou e não sei porquê isso acontece.” Tom Dumoulin, vencedor do Giro 2017.

A fuga que obteve alguma vantagem foi demolida na primeira passagem pela Superga a 65km do final. Os favoritos escaladores assumiram a ponta na escalada de 5,1km com 8,2% de inclinação.

Na primeira passagem pelo Superga, a Bora cruzou na ponta com Kelderman, Hindley e Buchmann, na passagem pela Colle della Madalena a situação se repetiu com o grupo líder de doze ciclistas, a exceção de Simon Yates, todos lutando pelo Top10 do Giro:

  • Bora Hansgrohe: Wilco Kelderman, Jai Hindley e Emanuel Buchmann,
  • Bahrain Victorious: Pello Bilbao e Mikel Landa
  • Intermarché: Domenico Pozzovivo e Jan Hirt
  • Astana: Vincenzo Nibali
  • Ineos Grenadiers: Richard Carapaz
  • Trek Segafredo: Juan Pedro López
  • UAE Team Emirates: João Almeida

Ataque de Carapaz demole pelote

A perseguição levava quase dois minutos de desvantagem, o sábado seria da classificação geral. Na segunda passagem pela Superga veio o grande ataque de Richard Carapaz, o equatoriano da Ineos Grenadiers demoliu o grupo líder e deixou o então líder Juan Pedro López em dificuldades. Etapa resolvida? Nada disso, na segunda passagem pela Colle della Madalena, Jay Hindley, depois Nibali e Yates conseguiram alcançar Carapaz. O quarteto levava quinze segundos sobre  o grupeto de João Almeida, Pello Bilbao e Emanuel Buchman.

Restavam 11km para o final a maioria em descida com um subida não categorizada no meio que tinha justamente a meta de bônus. Simon Yates conquistou a meta intermediária e dali seria só descida para a vitória.  Yates cruzou em primeiro enquanto em um sprint Jay Hindley da Bora Hansgrohe conquistou o segundo lugar. Richard Carapaz foi o terceiro e assumiu a lideran

 

 

Classificação do Giro d’Italia 2022:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Giulio Ciccone vence no Giro encerrando segunda semana!

O italiano Giulio Ciccone venceu a etapa de hoje do Giro após escapar no começo da etapa em uma fuga enorme e atacar a 19km do final. Em segundo chegou o colombiano Santiago Buitrago da Bahrain e em terceiro o espanhol Antonio Pedrero pela Movistar. Entre os favoritos o grupo […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail