Sonny Colbrelli vence a espetacular Paris-Roubaix 2021

Tocou o sino da última volta, o jovem Florian Vermeersch atacou por saber que sua especialidade não é o sprint, na sequência Mathieu van der Poel tentou, mas foi o italiano Sonny Colbrelli da equipe Bahrain Victorious que escreveu seu nome na história da monumento Paris-Roubaix! Ao final, Vermeersch ficou com o vice campeonato e Van der Poel completou o pódio.

Sonny Colbrelli vencedor da Paris Roubaix 2021 | Foto Reuters
Sonny Colbrelli vencedor da Paris Roubaix 2021 | Foto Reuters

Atual campeão europeu, Sonny Colbrelli cuja inspiração do nome veio da série Miami Vice ( personagem Sonny Crockett) tem uma temporada de ouro. Menos de um mês atrás Colbrelli venceu a prova que lhe consagrou campeão europeu de ciclismo e agora é o vencedor de uma monumento do ciclismo, a Paris Roubaix!

Paris Roubaix 2021

Foram 903 dias de espera e valeram a pena! A 118ª Paris Roubaix estava marcada para a Páscoa de 2020, porém a pandemia fez com que a edição 2020 fosse cancelada e a prova de 2021 adiada para o outono no hemisfério norte.

Com 257.7km de extensão e 30 setores de paralelepípedos que somaram 55km a prova seguiu o trajeto das últimas edições. Com chuva e lama a prova começou intensa e com muitas quedas ainda antes do primeiro setor de paralelepípedos. Entre os ciclistas que ficaram no fundo do pelote com dificuldade estava Peter Sagan, um dos favoritos do fã de ciclismo.

Os 30 setores de paralelepípedos da Paris Roubaix 2021

30 93.5 Troisvilles a Inchy 2.2
29 100 Briastre: Secteur Pavé Michael Goolaerts 3
28 109 Saint-Python 1.5
27 111.5 Quiévy 3.7
26 119 Saint-Vaast 1.5
25 125 Verchain-Maugré 1.2
24 130 Hameau du Buat 0.5
23 134.5 Quérénaing 1.6
22 137.5 Quérénaing a Maing 2.5
21 140.5 Maing a Monchaux-sur-Écaillon 1.6
20 153.5 Haveluy a Wallers 2.5
19 161.5 Trouée d’Arenberg 2.4
18 168 Wallers a Hélesmes 1.6
17 174.5 Hornaing a Wandignies 3.7
16 182 Warlaing a Brillon 2.4
15 185.5 Tilloy a Sars-et-Rosières 2.4
14 192 Beuvry-la-Forêt a Orchies 1.4
13 197 Orchies 1.7
12 203 Auchy-lez-Orchies a Bersée 2.7
11 208.5 Mons-en-Pévèle 3
10 214.5 Mérignies a Avelin 0.7
9 218 Pont-Thibaut a Ennevelin 1.4
8 224 Templeuve (Moulin-de-Vertain) 0.5
7 230.5 Cysoing to Bourghelles 1.3
6 233 Bourghelles aWannehain 1.1
5 237.5 Camphin-en-Pévèle 1.8
4 240 Carrefour de l’Arbre 2.1
3 242.5 Gruson 1.1
2 249 Willems a Hem 1.4
1 256 Roubaix (Espace Crupelandt) 0.3
Total 55km

Na ponta, a dupla líder Florian Vermeersch (Lotto Soudal) e Tom Van Asbroeck (Israel StartUp Nation), manteve uma boa vantagem, enquanto dois grupos principais de perseguição se formaram. Em dado momento o italiano Gianni Moscon da Ineos conseguiu atacar do grupo perseguidor e juntar-se a fuga. Atrás o primeiro grupo perseguidor tinha Mathieu Van der Poel no comando enquanto o segundo contava com Wout van Aert.

Durante o setor 12 de paralelepípedos, Gianni Moscou para tentar ir solo. Naquele momento ele levava 45 segundos de vantagem para o grupo de Van der Poel e dois minutos para o grupo de Wout van Aert. Restando 36km para o final Mathieu van der Poel não recebia colaboração na perseguição e optou por atacar.

O azar de Moscon

Ciclismo é competência, mas o imponderável faz parte do ciclismo e hoje Gianni Moscon teve dois azares. Primeiro o italiano sofreu com o furo no pneu traseiro de sua bicicleta, perdendo cerca de 30 segundos na troca. Depois Moscon caiu no sexto trecho de paralelepípedos, perdendo mais tempo. Ao terminar o trecho, Moscon estava com apenas 11 segundos de vantagem para o quarteto perseguidor. Moscon não desistia de manter-se a frente de Florian Vermeersch, Sonny Colbrelli e Mathieu van der Poel.

Dentro do trecho do Carrefour d’Larbre, Sonny Colbrelli lançou seu ataque para acabar com as chances do valente Moscon.

Até o velódromo!

Os três líderes saíram do último trecho de paralelepípedos com 35″ de vantagem para Gianni Moscon e 58″para o grupo de Wout van Aert. Mathieu Van der Poel (Alpecin), Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) e Florian Vermeersch (Lotto-Soudal) decidiriam a vitória. Na hora do sprint, Vermeersch tentou primeiro, depois Mathieu van der Poel contra-atacou mas foi Sonny Colbrelli que entrou para a história como vencedor da Paris-Roubaix 2021.

 

Classificação da Paris Roubaix 2021

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Avancini e Isabella Lacerda são campeões na Copa Internacional de MTB em Araxá

Pela oitava vez, Henrique Avancini (Cannondale) venceu a prova de MTB XCO em Araxá. No feminino Isabella Lacerda soube dosar energia no começo e com a queda de Karen Olímpio venceu a disputa. Sob calor intenso, José Gabriel (Squadra Oggi) atacou logo na primeira volta tentando surpreender Avancini. Apesar do […]
Henrique Avancini vence XCO em Araxá | Foto: CiMTB Cersar de Long Photo

leia também

Receba as novidades em seu e-mail