Mathieu Van der Poel vence com ataque a 60km do final na Tirreno Adriático!

Que ciclista espetacular que é Mathieu Van der Poel! O holandês da Alpecin Fenix fez mais uma obra de arte no ciclismo! Van der Poel atacou pela primeira vez a 66km do final, depois novamente a 63km e finalmente largou os perseguidores para trás ao entrar nos 60km finais de prova para vencer solo. Mas não foi sem emoção. Tadej Pogacar perseguiu e chegou muito, mas muito perto de Van der Poel! Wout Van Aert completou em terceiro o pódio de uma etapa ESPETACULAR.

Mathieu Van der Poel vence na Tirreno Adriático 2021 | Captura Tv
Mathieu Van der Poel vence na Tirreno Adriático 2021 | Captura Tv

Tirreno Adriático Etapa 5 – Castellalto a Castelfidardo – 205km

A organização da Tirreno Adriático optou por trajetos com circuitos afim de facilitar a organização e isolamento. E na etapa 5 essa escolha foi muito feliz. Um trajeto de 205km com cinco passagens em Castelfidardo, uma subida curta de bruta com 1.5km e 10% de inclinação média. O primeiro grupo em fuga teve Filippo Ganna (Ineos), Pello Bilbao (Bahrain) e Davide Ballarini (Deceuninck). Com esse grupo seleto na fuga, o pelote trabalhou para não permitir grande vantagem.

A chuva caiu a 74km do final e a 60km a fuga foi neutralizada. E logo em seguida Van der Poel (Alpecin) atacou, e novo ataque com favoritos com Bernal (Ineos), Wout Van Aert (Jumbo), Pogacar (UAE) e Higuita (EF). O ritmo intenso fazia a todo momento algum forte ciclista ter dificuldades em se sustentar no grupo. Van Der Poel construiu uma vantagem de 30 segundos, seguido por um grupo de 16 ciclistas restando 45km para o final.

Van der Poel contra todos

Mathieu seguiu aumentando a vantagem para o cada vez mais seleto grupo perseguidor. Na marca de 30km para o final, a vantagem já passava de dois minutos. O grupo perseguidor por sua vez tinha nomes como Simon Yates, Tadej Pogacar e Wout Van Aert. A cada passagem em Castelfidardo ficava claro que Van der Poel venceria.

No contra ataque, Fabio Felline (Astana) atacou e foi seguido primeiro por Marc Soler (Movistar) e depois por Tadej Pogacar (UAE). Atrás foi a vez de Wout Van Aert (Jumbo) atacar com Alessandro De Marchi (Israel). Assim os ciclistas entraram nos 10km finais com Van der Poel liderando por 2:15 sobre Pogacar, 2:30 sobre Van Aert e 3:30 sobre o grupo de Yates (Bike Exchange).

Sem chances na classificação geral para Van der Poel, a disputa ficou entre Pogacar e Wout Van Aert, o esloveno levava 40 segundos de vantagem que se somariam aos 35 que já mantinha na luta pelo título. Uma segurança contra o contra relógio individual decisivo na etapa final, já que Wout é o atual vice-campeão mundial da modalidade e campeão belga.

Tudo resolvido? Não! O longo ataque cobrou seu preço de Van der Poel e a vantagem de Van der Poel foi sendo pulverizada pelo campeão do Tour de France 2020. A vantagem despencou e Van der Poel entrou no quilômetro final com apenas 18 segundos de vantagem para Pogacar. Atrás Wout Van Aert sofria com quase um minuto de atraso para Pogacar.

Tadej Pogacar perseguiu e chegou muito, mas muito perto de Van der Poel! Wout Van Aert completou em terceiro o pódio de uma etapa ESPETACULAR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Roglic cai, Schachmann é bicampeão da Paris Nice em dia de vitória para Magnus Cort!

O ciclismo é um esporte cruel que marca na pele os erros. Primoz Roglic perdeu a Paris Nice 2021 e saiu com múltiplas escoreações após cair duas vezes durante a curta e sensacional etapa de encerramento. A vitória na etapa ficou para o dinamarquês Magnus Cort da Ef Nippo, mas […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail