Davide Ballerini vence sprint na Omloop

Luiz Papillon

Onze anos após uma chegada em sprint, a Omloop Het Nieuwsblad teve sprint na chegada em Ninove! Em mais um trabalho perfeito da Deceuninck Quick Step, Davide Ballerini venceu a prova. Em segundo ficou Jake Stewart pela EF Education e em terceiro Sep Vanmarcke pela Israel StartUp Nation.

76ª Omloop Het Nieuwsblad 2021- 200,5km

Largando de Ghent e chegando em Ninove, a Omloop Het Nieuwsblad aconteceu sem público devido a pandemia. Como o ciclismo é o esporte nacional na Bélgica, a prova foi transmitida ao vivo para todo país pela TV pública Belga. Aqui falamos um pouco sobre a história envolvendo o nome e a prova que passou a ser disputada em 1945.

Omloop! Começam as clássicas de ciclismo 2021!

Uma novidade da UCI para a temporada já entrou em ação. O ciclista pré inscrito de modo reserva foi utilizado pela equipe belga Sport Vlaanderen, com Kenny De Ketele substituindo Ghys Robbe. Após a largada as 9:05 no horário de Brasília, logo um grupo de cinco ciclistas estabeleceu a fuga do dia:

  • Yevgeny Fedorov (Astana Premier Tech)
  • Ryan Giggons (UAE – Team Emirates)
  • Kenny de Ketele (Sport Vlaanderen – Baloise)
  • Bert de Backer (B&B Hotels p/b KTM)
  • Matis Louvel (Team Arkéa Samsic)

A fuga entrou nos 100km finais com quase quatro minutos de vantagem para o pelote. A transmissão oficial iniciou às 10h. Uma queda a 80km do final levou ao chão dois vencedores da prova, o campeão olímpico Greg Van Avermaet (Ag2r Citroen) e Sep Vanmarcke (Israel Start-Up Nation).

Últimos 50km e seis subidas na Omloop

Após a passagem pelo Wolvenberg a vantagem da fuga diminuiu e permitiu ataques do pelote para fazer a “ponte” entre os grupos e passar a liderança da prova. O jovem holandês Olav Kooij da Jumbo Visma fez a ponte antes da subida do Molemberg e passou a puxar a fuga que levava apenas 20 segundos sobre o pelote. O próximo grupo a fazer a ponte tinha um trio de favoritos:

Julian Alaphilippe (Deceuninck Quick Step), Greg Van Avermaet (Ag2r) e Matteo Trentin (Uae)

Restando 32km para o final, Julian Alaphilippe atacou. O campeão mundial logo colocou 30 segundos de vantagem na perseguição. Dez ciclistas se estabeleceram entre Alaphilippe e o pelote, com destaque para Avermaet, Trentin e o jovem britânico Tom Pidcock.

Alaphilippe neutralizado no Kapelmuur

O grupo perseguidor alcançou Alaphilippe logo no início do Kapelmuur e o grupo líder ficou com cerca de sessenta ciclistas. Durante os ataques, Gianni Moscon da Ineos Grenadiers escapou. A última subda da prova seria o Bosberg com 1.400m e um trecho muito duro na metade. Após uma década a Omloop teria um final em sprint.

A Deceuninck Quick Step assumiu a ponta do pelote e conduziu o pelote durante os últimos quilômetros. Na aceleração dos 3km finais a Movistar também surgiu na ponta. Alguns ciclistas caíram em um toque de rodas um pouco antes da flamme rouge (marca de 1km para o final).

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Mads Pedersen vence a KBK pela Trek Segafredo!

Em uma prova espetacular com perseguição incansável a fuga, a clássica KBK foi vencida por Mads Pedersen da equipe Trek Segafredo! O campeão mundial de 2019 venceu o sprint. O francês Anthony Turgis da Total Direct Energie foi o segundo e Tom Pidcock o terceiro pela Ineos Grenadiers. Kuurne-Brussels-Kuurne Tradicionalmente […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: