Arnaud Demare vence sprint na foto!

Luiz Papillon

O francês Arnaud Demare venceu chegada em sprint no Giro 2020. Após muito trabalho da Bora o sprint foi longo e no jump saltaram Peter Sagan, Davide Ballerin e Arnaud Demare. A decisão demorou a sair, Peter Sagan ficou em segundo e Davide Ballerini em terceiro.

Foto Finish – Tissot

Giro 2020 – Etapa 4 – Catânia a Villafranco Tirreno – 140km

Hoje o Giro 2020 se despede da Sicília, largando de Catânia, uma cidade portuária que tem o Monte Etna em seu horizonte. A chegada foi em Villafranca Tirrena, ao lado de Messina, cidade onde Vincenzo Nibali cresceu.

Com nível de dificuldade 2, a etapa é considerada fácil, contudo uma subida longa para Portella Mandrazi teve 12.4km e 5.2% de inclinação média. Colocando assim a possibilidade de vitória da fuga. Na chegada em Villafranco a preocupação ficava por uma série de curvas a 90º antecedendo o quilômetro final.

Antes da largada a dúvida era se Geraint Thomas largaria. O galês sofreu uma queda no trecho neutralizado da etapa 3, sofrendo uma pancada muito dura. Após perder 11 minutos na etapa de ontem. Thomas foi ao hospital local e teve constatada fratura na pélvis, abandonando o Giro 2020.

Durante o início da etapa a fuga se estabeleceu com três ciclistas:

  • Simon Pellaud – Androni Giocattoli
  • Kamil Gradek – CCC
  • Marco Frapporti – Vini Zabu KTM

No topo da subida a Portella Mandrazi, Pellaud atacou e partiu solo. Restavam 75km para o final com o suíço liderando por toda descida. Atrás a equipe Bora acelerava especialmente para eliminar os sprinters. Quando chegaram no trecho plano restavam 32km para o final e um solitário Pellaud mantinha 1:10 de vantagem para o pelote.

Fuga neutralizada e Bora na ponta para cortar os sprinters

Na marca de 22km pro final, Simon Pellaud foi alcançado pelo pelote. Descolados do pelote vinham os sprinters num grupo tentando alcançar os líderes. Assim a Bora seguia puxando o pelote. O grupo de Fernando Gaviria quase reconectou mas a Bora seguiu imprimindo um ritmo forte na ponta do pelote. Alguns sprinters como Elia Viviani conseguiram fazer a ponte e se recuperar.

Seria uma chegada em sprint, a preocupação era com uma sequência de curvas. Justo ao entrar nos 2km finais começou uma fina garoa. No sprint Ignatas Kovalatas da Groupama lançou um ataque, mas foi alcançado nos metros finais e num jump sensacional a decisão ficou para a foto!

Vento gerado por helicóptero derruba ciclistas

No quilômetro final uma queda aconteceu no fundo do pelote. Segundo a RAI, o helicóptero da organização sobrevoava a reta de chegada muito baixo e o vento gerado pelas hélices acabou empurrando as barreiras para o meio do trajeto. Dois ciclistas da Vini Zabu KTM se acidentaram, Ettienne Van Empel e Luca Wackermann. Wackermann ficou desacordado e precisou ser socorrido de ambulância. Ao chegar no hospital estava desorientado e não lembrava da queda. Van Empel conseguiu completar a prova.

Com o resultado, João Almeida da Deceuninck Quick Step segue com a camisa Rosa ao final da etapa e esses são os líderes:

  • Geral – João Almeida – Deceuninck Quick Step
  • Pontos – Peter Sagan – Bora Hansgrohe
  • Montanha – Jonathan Klever Caicedo – EF Pro Cycling
  • Jovem – João Almeida – Deceuninck Quick Step

Classificação da Etapa

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

GPS Absolute Nero, intuitivo e compatível com Strava

A Absolute é a marca brasileira que projeta produtos e soluções inspirados nas necessidades do público brasileiro. Com essa proposta, acaba de ser lançado o GPS Absolute Nero. Com garantia de 1 ano, ele é o modelo de mais fácil utilização no mercado, de uso intuitivo e muito prático, ideal […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: