Matteo Trentin venceu o Europeu de ciclismo

Com uma fuga a 50km do final dez ciclistas chegaram a volta final com a chance da luta pelo título europeu, mas no meio da última volta uma queda reduziu o grupo para cinco ciclistas. No sprtint a Italia tinha um trunfo que era Davide Cimolai, o velocista da Groupama embalou Trentin que venceu os “não especialistas” Mathieu Van der Poel e Wout Van Aert que ficaram com as medalhas de prata e bronze respectivamente. Matteo Trentin de 29 anos compete pela Mitchelton Scott após varios anos na Quick Step onde conquistou a maioria de suas vitórias. Sua última vitória havia sido na Vuelta a Espanha do ano passado na 21ª etapa.

 

Uma longa prova com 230.4km em um circuito ondulado com algumas duras rampas foi o desafio dos ciclistas para o campeonato europeu de ciclismo de estrada. Todos apostavam muito em Peter Sagan por ser um trajeto que encaixava no seu estilo mas não foi bem assim que  a prova aconteceu. Sem o uso de rádio pelos ciclistas todas decisões de prova deveriam ser tomadas na pista e não por diretores esportivos, algo que torna a corrida mais imprevisível.

Sob chuva a prova começou com uma fuga abrindo rapidamente 4 minutos par ao pelote. Peter Sagan sofreu um furo prematuro e ficou com um companheiro de equipe para trás. A fuga tinha:

  • Josef Cerny – República Checa
  • Matthias Krizek – Austria
  • Robert-jon McCarthy – Irlanda
  • Krists Neilands – Letônia
  • Roland Thalmann – Suíça
  • Polychronis Tzortzakis – Grécia

Peter Sagan abandonou a 84km do final

Sob chuva a prova começou com uma fuga abrindo rapidamente 4 minutos par ao pelote. Peter Sagan sofreu um furo prematuro e demorou para voltar a prova, é uma das consequências de se correr com freio a disco. Sagan ficou com um companheiro de equipe para trás, sem reduzir a distância para o pelote o tricampeão mundial desceu da bicicleta na zona de alimentação restando 84km para o final.

Ataque de belgas e Italianos

Na ponta a fuga perdia vantagem rapidamente até que com 75km restando para o final estavam todos juntos novamente. O pelote já estava reduzido com diversos ciclistas desistindo da prova. Jelle Wallays atacou pela Bélgica e foi seguido por Davide Cimolai da Itália, vários ataques se sucederam com o belgas e italianos tentando dificultar os ataques. O pelote aumentou o ritmo e logo foram neutralizados. Com 50km para o final foi a vez do belga Xandro Meurisse atacar abrindo cerca de 15 segundos, um pouco depois um grupo perseguidor com Matteo Trentin, Wout Van Aert entre outros fez a conexão para formar a nova fuga do dia. Atrás no pelote italianos e belgas novamente se espalhavam na frente do pelote para reduzir a possibilidade de perseguição. E assim a fuga abriu dois minutos de vantagem.

O grupo tinha:

  • Xandro Meurisse – Belgica
  • Wout Van Aert – Belgica
  • Davide Cimolai – Italia
  • Matteo Trentin – Italia
  • Pierre Luc Perichon – França
  • Lammertink – Holanda
  • Van der Poel – Holanda
  • Nico Denz – Alemanha
  • Albasini – Suíça
  • Jose Herrada Lopez – Espanha

Queda na última volta e a vitória italiana com Matteo Trentin

Na abertura da última volta de 14km uma queda na ponta levou cinco ciclistas da fuga para o chão. Com o grupo reduzido a cinco o grupo entrou nos quilômetros finais com Davide Cimolai na ponta, o italiano colocou uma aceleração impressionante para permitir a Matteo Trentin o sprint. Os “não especialistas” Mathieu Van der Poel e Wout Van Aert, estrelas do ciclocross disputaram a vitória mas Trentin era o especialista ali. Com a vitória a Itália leva os dois títulos de campeão europeu, já que no último domingo Marta Bastianelli venceu no feminino batendo a multicampeã Marianne Vos.

 

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.