Julian Alaphilippe vence Strade Bianche

Luiz Papillon

Vitória de Julian Alaphilippe da Deceuninck Quick Step que enquadra a quarta vitória em clássicas na temporada! Atacando com Fuglsang de um grupo seleto de perseguidores o ciclista francês de 26 anos da Deceninck Quick Step venceu clássica da Toscana. A prova foi decidida na subida de Santa Catarina em Siena. Flugsang atacou primeiro mas o francês o marcou e lançou o ataque fulminante no topo da subida. Flugsang ficou em segundo e Wout Van Aert em terceiro.




Strade Bianche – 184km

A clássica da Toscana que antecede Tirreno Adriático, apenas em sua 13ª edição mas muito popular pela beleza da paisagem e as grandes alternativas de prova. São 184km circundando Siena percorrendo as estradas de cascalho branco. Com tempo frio mas seco o poeirão foi uma constante na prova. Com 34km de prova percorrida a primeira fuga do dia se estabeleceu com:

  • Alexandre Geniez – Ag2r
  • Nico Denz – Ag2r
  • Diego Rosa – Sky
  • Leo Vincent – Groupama

Na marca de 80km para o final a fuga começou a perder terreno. Vincent foi o primeiro a sobrar. Geniez sofreu um furo e logo acabou neutralizado. Nico Denz e Diego Rosa sustentaram a fuga até setem pegos a 35km do final. O então grupo perseguidor passou a ser o grupo líder contando com diversos favoritos:

  • Tim Wellens – Lotto
  • Tiesj Benoot – Lotto
  • Zdenek Stybar – Deceuninck
  • Yves Lampaert – Deceuninck
  • Julian Alaphilippe – Deceuninck
  • Jakob Flugsang – Astana
  • Alexey Lutsenko – Astana
  • Wout Van Aert – Jumbo
  • Greg Van Avermaet – CCC
  • Romain Siegle – Groupama
  • Robert Power – Sunweb
  • Toms Skuijins – Trek
  • Simon Clarke – EF

A briga passou a ser estar no grupo líder e Schachmann da Bora juntamente com Kuznetov da Katusha fizeram uma bela perseguição para juntarem-se ao grupo na marca de 20km par ao final. Momento que Wout Van Aert atacou juntamente com Alaphilippe e Fuglsang. Um pouco adiante Alaphilippe atacou e só Fuglsang conseguiu seguir assim a situação de prova na entrada dos 10km finais era:

  • Líderes: Fuglsang e Alaphilippe
  • G1: Wout Van Aert +0:37
  • G2: Grupo perseguidor +1:43

A dupla passou a trabalhar enquanto Wout se desgastava sozinho. A vantagem para o grupo perseguidor manteve-se regular e entraram nos 5km finais com 1’07 sobre a perseguição com Van Aert no meio. Começaram então a marcarem um ao outro facilitando para Van Aert reduzir a distância, Fuglsang passou a revezar menos certamente poupando para a subida derradeira. Atrás Van Aert acelerou o passo e entrou no quilômetro final junto com a dupla, o pódio estava definido restava a ordem. Flugsang foi ao ataque e assim a dupla deixou um exausto Wout Van Aert para trás e entraram nos 250m finais praticamente lado a lado. Alaphilippe nessa situação é muito forte e acelerou para vitória. Com o resultado Alaphilippe chegou a sua 22ª vitória profissional e coloca mais um troféu de clássica na prateleira somando a Flèche Wallone e Classica San Sebastian vencidas ano passado. A equipe Deceuninck Quick Step chega a 15ª vitória na temporada sendo absoluta nas clássicas, de quatro provas venceu todas!

13ª Strade Bianche

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Quando o Tour de France encantou Freddy Mercury

A banda inglesa Queen esteve por algum tempo na Suíça, fugindo de altos impostos no Reino Unido. E essa passagem na divisa da Suíça com a França produziu dois sucessos tendo bicicletas como tema. A canção Bicycle Race inspirada no Tour de France e a Fat Bottomed Girls. Hoje falamos […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: