Critérium du Dauphiné 2024: Onde assistir, favoritos e destaques

Luiz Papillon 1

Uma das principais voltas de uma semana do ciclismo mundial é o Criterium du Dauphiné, uma disputa que serve de “esquenta” para o Tour de France que começa no final de junho. Remco Evenepoel, Primoz Rogic e Juan Ayuso são os principais favoritos a vitória. Confira tudo sobre o Critérium du Dauphiné 2024.

Onde assistir o Critérium du Dauphiné 2024

A prova será transmitida para o Brasil pela ESPN na TV e no Star+ a partir deste domingo 02/06 às 10h00. Confira etapa por etapa os horários da transmissão do Critérium du Dauphiné 2024:

Etapa 1 – 10h00 – 172,5km – Plana
Etapa 2 – 10h00 – 142km – montanhosa
Etapa 3 – 10h00 – 181.7km – montanhosa
Etapa 4 – 10h00 – 34.4km – contrarrelógio individual
Etapa 5 – 7h45 – 167km – montanhosa
Etapa 6 – 10h30 – 174.1km – plana com chegada em subida
Etapa 7 –  8h00 – 155.3km – montanha – Etapa Rainha
Etapa 8 –  8h00 -160.6km – montanha

Em português a região do Dauphiné é traduzida como Delfinado, uma das províncias da França (até 1790) e que atualmente corresponde aos departamentos de Isere, Drôme e Hautes-Alpes, no sudeste francês. Porém como a transmissão oficial da prova adota o nome original, aqui no pelote manteremos a nomenclatura comercial Criterium du Dauphiné.

Mapa do Critérium du Dauphiné 2024

Le Dauphiné Libéré criou a prova em 1947

O Dauphiné existe dessde 1947, criado pelo jornal Dauphiné Libéré, porém em dois anos a prova não aconteceu, 1967 e 1968 e em 1969 foi  fundido com o Circuito das Seis Provincias Dauphoné, e de 1969 a 2009 a organização foi dividida entre o jornal e a ASO, em 2010 o jornal cedeu toda responsabilidade para a ASO que passou a organizar então as três maiores competições ciclísticas da França, o Tour de France, Paris Roubaix e o Criterium du Dauphiné.

le_dauphine_libere

Dentre os ciclistas em atividade apenas Thomas, Froome, Valverde e Flugsang venceram a prova. Froome e Flugsang estarão na edição 2019. Froome é ao lado de Hinualt, Mottet, Ocaña e Lauredi recordista com três vitórias na disputa.

 

22 Equipes e 154 ciclistas

Estarão presentes 22 equipes com sete ciclistas cada totalizando 154 ciclistas. Além das equipes do circuito mundial, o WorldTour, estarão presentes as equipes  ProTeams: Lotto Dstny, Uno-X, Q36.5  e Israel PremierTech. Organizada pela A.S.O. mesma organizadora do Tour de France, o Critériun du Dauphiné segue as mesmas formas de classificação do Tour. As camisas de líder de prova são:

Os favoritos do Critérium du Daphiné 2024

A disputa pela classificação do Critérium du Dauphiné 2024 promete e muito. Remco Evenepoel volta a competir após se recuperar de fraturar a clavícula, assim como seu super-gregário, Mikel Landa, para esta edição a Soudal Quick-Step leva também Ilan van WIlder e Gianni Moscon pensando nas longas escaladas. Provavelmente o maior adversário de Remco seja Primoz Roglic, o esloveno da Bora Hansgrohe (que em breve se chamará RedBull) sofreu muitas escoriações em uma queda na Volta ao País Basco e só tem olhos para o Tour de France. Contudo Roglic é o “senhor uma semana”, tendo vencido as principais voltas de uma semana do ciclismo mundial, inclusive a edição 2022 do Critérium du Daphiné. Roglic terá como principal escudeiro, Jay Hindlay, o vencedor do Giro d’Italia de 2022, além do russo Aleksandr Vlasov (se este colaborar).

Nenhuma equipe na história venceu tanto o Dauphiné como a Ineos, foram oito vitórias de 2010 a 2021, sendo três delas com Chris Froome. Para esta edição a equipe do império tem no espanhol Carlos Rodríguez seu capitão, para o ajudar, Michael Kwiatkowski e Omar Fraile nas subidas além de Jonathan Castroviejo e Joshia Tarling no plano. Já a equipe atual campeã do Dauphiné, entra com o time B, pela força dos acidentes, Jonas Vingegaard e Wout van Aert ainda estão em recuperação física e assim a equipe optou por escalar Matteo Jorgenson, Sepp Kuss e Steven Kruijswijk. Sem dúvidas uma equipe forte, talvez com Jorgenson como líder ou mesmo uma nova oportunidade para Sepp Kuss.

Já o time da UAE entra sem sua principal estrela, Tadej Pogacar, mas com Juan Ayuso, Pavel Sivakov e Marc Soler. Por fora devemos observar a performance de Antonio Tiberi que terminou bem o Giro e deve trabalhar por Jack Haig e Santiago Buitrago na Bahrain e na Lidl-Trek se espera um desempenho maior de Tao Geoghegan Hart.

 

Sistema de Classificação

A história das camisas do Tour de France você pode conferir clicando aqui.

Os três primeiros colocados de cada etapa (exceto contra relógio) receberão bônus de tempo de 10″, 6″e 4″ para fins de classificação geral. Para cada meta de sprint intermediário serão dados 3″, 2″e 1″ de bônus no tempo da classificação geral.

O tempo limite para conclusão das etapas será:

  • Etapa 1, 2, 3 e 5: 10% do vencedor
  • Etapa 4 (Contra relógio por equipes): 25% do vencedor
  • Etapa 6,7 e 8 : 15%

As etapas 3,6, 7 e 8 são consideradas de subida, onde a regra dos 3km (neutralização do tempo na classificação geral em caso de queda) não se aplica.

Em caso de empate na classificação geral ou de jovens até 25 anos, o desempate será dado pelas frações de segundo no tempo do contra relógio.

Para a classificação por pontos o sistema de pontuação segue a tabela abaixo, sendo que o eventual desempate se dá pelo número de primeiros lugares, sprints intermediários e por fim o tempo na classificação geral.

O sistema de pontuação para camisa de montanha segue o esquema abaixo sendo que o eventual desempate se dá pela grandeza dos resultados, ou seja número de primeiros lugares em montanha HC, depois 1, 2, 3, 4 e por fim caso tudo fique empatado o tempo na classificação geral.

 

One thought on “Critérium du Dauphiné 2024: Onde assistir, favoritos e destaques

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Mads Pedersen vence no Dauphiné

Começou em alta velocidade o Critérium du Dauphiné 2024, principal competição de ciclismo antes do Tour de France. Na primeira etapa, Mads Pedersen venceu batendo Sam Bennett na chegada. “É sempre bom competir na França e começar vencendo. Hoje tive um trem de embalada perfeito e cada vitória dá mais […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail