Dia da Fuga, Juul Jensen venceu em Gstaad!

O austríaco de 28 anos da Mitchelton Christopher Juul-Jensen passou o dia todo na fuga e foi recompensado com a vitória no aeroporto de Gstaad! Num dia de muita chuva a etapa teve uma subida no final que selecionou o pelote tirando da disputa a maioria dos sprinters. Juul-Jensen entrou no aeroporto de Gstaad muito próximo do pelote mas fez um final de prova muito forte para vencer com folga. Atrás dele o pelote chegou para o sprint vencido por Michael Matthews da Sunweb que ficou com o segundo lugar e Yves Lampaert da Quick Step foi terceiro.

Ganingen a Gstaad 189km

Assim que começou a prova em Ganingen, seis ciclistas escaparam  montando a fuga do dia sob chuva intensa praticamente todo o dia:

Christopher Juul-Jensen – Mitchelton

Silvan Dillier – Ag2r

Nans Peters – Ag2r

Nathan Brown – EF

Mark Christian – Aqua Blue

Paul Ourselein – Direct Energie

Os escapados chegaram a ter uma vantagem acima de seis minutos que só passou a ser reduzida nos 50km finais. O pelote apertou no falso plano que antecede a subida de segunda categoria a Saanenmöser de 7.2km numa inclinação média de 4.6%. O cume da montanha ficava a 10km da chegada e a medida que subiam e o pelote não diminuía muito a diferença as chances da fuga aumentavam. Nans Peters, o mais combativo do dia foi para ponta faltando 30km para o final e fez um contra relógio puxando a fuga no movimento que definiu a etapa. Entraram nos 15km finais e trecho mais duro da subida com 1:17 para o pelote.

Um final eletrizante no cabo de guerra entre a fuga e o pelote

E começaram os ataques na fuga, primeiro Nathan Brown foi o primeiro e logo os demais apertaram o passo mas Mark Christian sobrou. Logo a seguir Juuls-Jensen e Peters atacaram e conseguiram colocar uma pequena vantagem sobre o trio remanescente. Ai veio mais um ponto a favor de Juuls-Jensen, seu companheiro de fuga atacou próximo a meta de montanha, mas Peters não conseguiu abrir de Jensen que começou a descida na sua roda. O pelote vinha 20 segundos atrás e qualquer um diria que havia acabado para a fuga. Peters desceu a maior parte da montanha na frente tentando escapar de Jull-Jensen, mas o austríaco soube ficar próximo e a 3km do final atacou para seguir solo. Peters exausto desistiu e foi alcançado pelo pelote, seria uma luta por 3km entre o valente austríaco e o pelote. Juuls-Jensen imprimiu um ritmo de contra-relógio durante o final e entrou no aerporto de Gstaad com 17 segundos de vantagem sobre o pelote, sprintou sozinho, olhou para trás viu que não seria alcançado e explodiu de alegria em sua gloria. O austríaco de 28 anos conquistou sua primeira vitória em prova do Circuito Mundial, atrás no pelote sem os sprinters o segundo lugar ficou para Michael Matthews da Sunweb e o terceiro posto para Yves Lampaert da Quick Step.

 

Os dez primeiros da 4ª Etapa da Volta a Suíça foram:

1  JUUL-JENSEN Christopher Mitchelton-Scott 04:35:56
2  MATTHEWS Michael Team Sunweb 00:08
3  LAMPAERT Yves Quick-Step Floors ,,
4  SAGAN Peter BORA – hansgrohe ,,
5  COLBRELLI Sonny Bahrain Merida Pro ,,
6  CORT NIELSEN Magnus Astana Pro Team ,,
7  BATTAGLIN Enrico Team LottoNL-Jumbo ,,
8  ALBASINI Michael Mitchelton-Scott ,,
9  LAMBRECHT Bjorg Lotto Soudal ,,
10  GONÇALVES José Team Katusha – Alpecin ,,

A classificação geral não sofreu alterações em relação a etapa passada entre os 10 primeiros colocados. Peter Sagan assume a liderança pela camisa preta de pontos. Sam Oomen segue com vantagem de sete segundos sobre Muhlberger pela camisa verde de jovem. Filippo Zaccanti da Vini Fantini segue liderando a disputa de rei da montanha.

Os dez primeiros na classificação geral após 4 etapas são:

1  KÜNG Stefan BMC Racing Team 13:26:19
2  VAN AVERMAET Greg BMC Racing Team 00:03
3  PORTE Richie BMC Racing Team ,,
4  VAN GARDEREN Tejay BMC Racing Team ,,
5  SAGAN Peter BORA – hansgrohe 00:16
6  MATTHEWS Michael Team Sunweb 00:17
7  KELDERMAN Wilco Team Sunweb 00:23
8  OOMEN Sam Team Sunweb ,,
9  MÜHLBERGER Gregor BORA – hansgrohe 00:30
10  MAS Enric Quick-Step Floors ,,

3 thoughts on “Dia da Fuga, Juul Jensen venceu em Gstaad!”

  1. Eu sofro tanto quando sei que uma equipe tão legal quanto a BMC tá perto de terminar. Os caras tao sem grana. O jeito é torcer para um novo patrocinador ano que vem.

    1. Confio no Ochowicz, capaz dele conseguir mais verba do que com a BMC. Sobretudo é uma equipe americana e com a alta do dólar o investimento acaba sendo menor. Um quarterback reserva na NFL custa sozinho mais que o orçamento inteiro da BMC.

Deixe uma resposta