Roglic, Wout van Aert e Mathieu van der Poel na Tirreno Adriático

Luiz Papillon

Uma das provas de uma semana mais disputadas do início de temporada é a Tirreno Adriático e a edição 2023 da disputa entre dois mares tem Primoz Roglic, Wout van Aert e Mathieu van der Poel como estrelas.

Tirreno Adriático

Disputada desde 1966, a Tirreno Adriático é uma prova que liga dois mares, o mar Tirreno ao Adriático cruzando a Itália. Com um trajeto que mistura etapas para velocistas e meia montanha a Tirreno Adriático divide atenções com a Paris-Nice que acontece em paralelo na França.

Partindo de Lido di Camaiore com um contrarrelógio individual curto de apenas 11,5km. Os ciclistas terão uma etapa plana chegando em Follonica na segunda etapa e outra em Foligno. De quinta a sábado é a vez dos escaladores primeiro em Tortoreto, com três voltas no entorno da cidade e uma subida de 3.2km e 6,9%.

 

Na quinta etapa a maior subida desta edição com o Sarnano Sassotetto, fora de categoria com 13,1km e 7.3% de inclinação. No sábado uma chance para a fuga e para ciclistas clássicos com uma chegada em subida de 1.7km e 5,7% de inclinação em Osimo.

No domingo um esperado sprint em San Benedetto del Tronto coroar o rei dos dois mares com o belíssimo tridente.

Favoritos Tirreno 2023

O retorno de Primoz Roglic a competição é sem dúvida o grande destaque da Tirreno 2023, três vezes campeão da Vuelta, Roglic tem em 2023 um ano chave. Resta saber se Wout van Aert será o super-gregário que foi no Tour de France ou será nesta Tirreno sua primeira incursão rumo a provas de uma semana. As equipes principais chegam para a Tirreno com duplas de favoritos e é assim na vencedora do Giro 2022, a Bora Hansgrohe com Jai Hindley e Aleksandr Vlasov e com a UAE Team Emirates com Adam Yates e João Almeida.

Primoz Roglic vencedor da Tirreno 2019
Primoz Roglic vencedor da Tirreno 2019 | Foto Sprint Cycling

Na Bahrain embora Mikel Landa seja o líder natural, Santiago Buitrago cresce em performance a cada prova e pode surpreender. Sem um líder absoluto, a Ineos escalou Thymen Arensman junto de Thomas Pidcock e Filippo Ganna, mas entre sua “seleção” está o vencedor do Giro 2020, Tao Geoghegan Hart.

Pela Movistar, o líder é claro, são todos por Enric Mas e isso acontece na Soudal Quick-Step com Julian Alaphilippe.

Mathieu van der Poel volta a Tirreno

Mathieu Van der Poel vence na Tirreno Adriático 2021 | Captura Tv
Mathieu Van der Poel vence na Tirreno Adriático 2021 | Captura Tv

Entre os velocistas e clássicos, sem duvida Mathieu Van der Poel se destaca junto de Wout van Aert. A dupla que dominou o cyclocross no inverno europeu está de volta em condições diferentes. Van der Poel busca restabelecer seu status de ciclista clássico enquanto Wout pode pintar em disputa geral. Já entre os velocistas Fabio Jakobsen e Dylan Groenewegen são os mais fortes enquanto a lenda viva Mark Cavendish ainda busca entrosamento no trem da Astana.

A Tirreno Adriático é transmitida para o Brasil pela DSports disponível para assinatura no serviço Directv GO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Campeonato Panamericano de Ciclismo dá vaga Olímpica

Entre os dias 18 e 23 de abril acontece na Cidade do Panamá, o Campeonato Pan-americano de Ciclismo 2023 que dará duas vagas aos jogos olímpicos de 2024 além de 19 vagas no Pan de 2023. A seleção brasileira foi convocada pela CBC.   Campeonato Pan-americano de Ciclismo 2023 Os […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail