Daryl Impey vence sprint em descida no Tour Down Under

Luiz Papillon

O Tour Down Under entra na reta final com vitória do sul africano da Mitchelton Scott. Em uma etapa com queda de braço com a fuga, prevaleceu o pelote e um sprint com grupo reduzido teve Daryl Impey da Mitchelton Scott como grande vencedor. Paddy Bevin da CCC foi segundo mantendo a liderança na classificação geral com Luis León Sanchez em terceiro.

Tour Down Under Etapa 4 – Unley a Campbelltown 129.2km

A quarta etapa do Tour Down Under 2019 repete a receita de um final voltado para ciclistas punchers, aqueles clássicos fortes para manter o ritmo em uma subida de 2.3km com quase 9% de inclinação média e ainda ter fôlego para uma descida pedalando para o final. Um obstáculo separava Richie Porte, Michael Woods, Luis León Sanchez desse final: Thomas De Gendt. O “homem fuga” do pelote atacou assim que a prova começou, uma fuga do quilômetro zero! De Gendt e sua trupe rapidamente impuseram ao pelote um atraso superior a 5 minutos o que em uma etapa de apenas 129km pode ser fatal. A fuga do dia teve:

  • Benoit Cosnefroy – Ag2r
  • Hermann Pernsteiner – Bahrain
  • Jasha Sutterlin – Movistar
  • Miles Scotson – Groupama
  • Nicholas White – UniSA
  • Thomas De Gendt -Lotto Soudal

De Gendt levou os pontos de ambas metas de sprint ainda no começo da etapa. A vantagem dilatada da fuga fez o pelote trabalhar e ficar esticado por muito tempo com as equipes mais interessadas queimando seus roladores na ponta. EF, Trek, Astana, CCC e Mitchelton eram essas interessadas e foram pra cima. Para ajudar a fuga contou com temperaturas mais amenas e uma chuva leve por volta de 48km para o final, naquele momento a vantagem estava em 2:40. Havia mais uma pegadinha no trajeto, da marca de 100km até a base da última subida havia uma descida de 20km direto onde em tese a diferença não iria diminuir muito, dando aos ciclistas da fuga uma certeza em tempo que poderia vingar. E assim chegaram ao início da descida com 1:10 de vantagem. Já no final da descida o local Scotson atacou desmontando a fuga e o contra ataque foi impiedoso, Shtterlin, Pernsteiner e Cosnefroy conseguiram abrir e começaram a subida a frente. Restavam 7.6km e o pelote vinha incandescido atrás agora com a Sky no modo subida. Não seria hoje que a fuga vingaria.

A Sky foi engolindo um a um os fugados e com 6.4km para o final Woods e Poels assumiram a ponta com Porte e Bennett da Jumbo. Bennett cruzou a meta na frente e Woods imediatamente assumiu a ponta na descida restando 5km para o fim. O quarteto passou a se revezar enquanto atrás Paddy Bevin comandava a caçada. A vantagem do quarteto era pequena e a 2km do final foram neutralizados, seria um sprint em grupo reduzido de 20 ciclistas.  Luis León Sanchez repetiu o movimento de ontem quando foi batido por Sagan e novamente foi cedo, Daryl Impey vencedor do Tour Down Under 2018 bateu Paddy Bevin no sprint e Sanchez ficou com o terceiro lugar.

Classificação da Etapa 4 – Unley a Campbelltown 129.2km

Classificação Geral após a Etapa 4

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Jasper Philipsen vence a primeira da carreira após Caleb Ewan ser relegado por cabeçada no Tour Down Under

Caleb Ewan venceu a etapa 5 do Tour Down Under após trocar cabeçadas com o belga Jasper Philipsen. Philipsen de 20 anos chegou em segundo com Sagan em terceiro. Mas logo após os fiscais relegaram Ewan para o final do grupo que chegou devido a cabeçada acintosa que desferiu em […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: