Ellen van Dijk vence pela terceira vez o mundial de contrarrelógio

Luiz Papillon

Aos 35 anos Ellen van Dijk conquistou seu terceiro título mundial de contrarrelógio. Durante a prova não quis ouvir nada sobre como estavam as demais competidoras, só ouviu seu técnico dizer que estava bem. Ao final com um “bom choque” pode curtir mais uma conquista. Na cadeira por muito tempo Grace Brown contava com a torcida da casa mas ainda que perdendo, saiu feliz com a medalha de prata enquanto a suíça Marlen Reusser ficou com o bronze.

Ellen Van Dijk | Foto UCI

“Eu tenho que compreender que eu sou três vezes campeã mundial de contrarrelógio. Eu entro totalmente no meu próprio mundo para obter essencialmente o máximo de mim mesma. Se ouço sobre os tempos das outras ciclistas acabo perdendo o foco. Eu ouvi meu treinador dizer que eu estrava indo bem, mas eu não queria saber de nada. Foi um choque bom quando cruzei a linha e conquistei o mundial mais uma vez.” disse Ellen van Dijk, campeã mundial de contrarrelógio individual.

Campeonato Mundial de Ciclismo 2022 – Contrarrelógio Individual Feminino

Competindo no mesmo circuito e com a mesma distância que os homens, a dificuldade para as ciclistas foi grande tanto na subida de 700m e 6,7% como nas curvas fechadas. Com autoridade a neerlandesa Ellen van Dijk defendeu seu título mundial de contrarrelógio. Campeã em 2013, 2021 e agora em 2022 a neerlandesa de 35 anos fez uma média de 46,13km/h sendo a única ciclista a superar os 46km/h de média no difícil circuito australiano.

Pódio Mundial de CRI elite Feminino 2022 | Foto UCI

Quem surpreendeu foi Grace Brown, a australiana correndo em casa ficou muito tempo no banquinho de líder só sendo superada por Van Dijk por doze segundos. A vice-campeã olímpica Marlen Reusser foi a terceira colocada.

Aos 35 anos a ciclista que compete regularmente pela Trek-Segafredo chegou como uma das principais favoritas e apesar dos tempos muito próximos nas parciais, ela venceu as três parciais, mostrando sua superioridade.

Sub23 – Vittoria Guazzini ficou com o primeiro título na categoria

Entre as ciclistas com menos de 23 anos a UCI fez um pódio a parte após a cerimônia da elite, a italiana Vittoria Guazzini foi a campeã enquanto a neerlandesa Shirin van Anrooij ficou com a prata da categoria disputado quase informalmente. A alemã Ricarda Bauerfeind, primeira ciclista a largar ficou com o bronze na categoria.

Pódio Sub-23 CRI | Foto UCI
Pódio Sub-23 CRI | Foto UCI

Não houve uma classificatória específica e tampouco um ranking para a disputa do contrarrelógio sub23, onde talvez a brasileira Tota Magalhães pudesse disputar a prova já que está em Wonllongong para a disputa da prova de sub23 de estrada. Assim a disputa do sub23 ficou restrita as ciclistas que já possuíam ranking para disputa da elite.

Confira o vídeo na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=cJw0sFR4rRQ

 

Mundial de Ciclismo 2022 – Contrarrelógio Individual Feminino

Results powered by FirstCycling.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Mundial de ciclismo tem disputa elite feminina e masculina neste final de semana

As duas principais provas do Mundial de Ciclismo 2022 acontecem neste final de semana na Austrália. Nesta sexta às 23:25 a elite feminina disputa 164,3km no circuito montado nas ruas e estradas da cidade de Woollongong. A novidade para esse ano é a disputa sub-23 que acontece em paralelo com […]
Elisa Longo Borghini | Foto @Getty

leia também

Receba as novidades em seu e-mail