Wout Van Aert vence novamente Dauphiné em dia de apreensão por Froome

Mais uma! O belga tricampeão mundial de ciclo-cross venceu mais uma no Dauphiné 2019. Após a surpreendente vitória na etapa de ontem no contra relógio individual, desta vez Wout estava em sua praia. Um final com estilo de prova clássica teve ataque de Boasson Hagen e Philippe Gilbert no quilômetro final mas no sprint Wout saltou de lado para finalizar com a vitória. Em segundo ficou Sam Bennett da Bora e em terceiro Julian Alaphilippe em terceiro.

Critérium du Dauphiné – Etapa 5 – Boen Sur Lignon a Voiron – 201km

Etapa 5 do Critérium du Dauphiné foi bastante calma com ritmo leve do pelote. A fuga do dia teve Alessandro De Marchi da CCC, Yoann Bagot da Vital Concept e Stéphanne Rossetto da Cofidis. O trio foi alcançado somente no quilômetro final apesar de sempre estar sob controle. No quilômetro final o primeiro ataque veio de Boasson Hagen, com ele apenas Philippe Gilbert saltou mas a dupla não conseguiu escapar do pelote feroz atrás. No sprint Sam Bennett e Alaphilippe partiram e Wout Van Aert saltou da roda deles um pouquinho depois, no timing perfeito para vencer com quase uma bicicleta de vantagem. Bennett no jump ficou com a segunda colocação seguido de Alaphilippe.

Chris Froome passou por 8h de cirurgia

Em função da queda de ontem, Chris Froome passou por uma extensa cirurgia para corrigir os danos causados. O britânico tetracampeão do Tour de France sofreu fraturas no fêmur, no cotovelo, na pélvis e costelas. Em seguida Froome foi transferido para a unidade de tratamento intensivo e até o momento desse texto não havia acordado.

Froome herda Vuelta de 2011

Em uma daquelas coisas que parece só afetar esportes de menor audiência, Juanjo Cobo Acebo foi desclassificado da Vuelta de 2011. Assim todos os textos do ciclismo precisarão ser reescritos. Pois o segundo colocado da Vuelta 2011 foi exatamente Chris Froome. Com a homologação do resultado, o primeiro britânico a conquistar uma grande volta do ciclismo deixa de ser Bradley Wiggins com o Tour de France de 2012 e passa a ser Froome. Curiosamente o pódio da Vuelta de 2011 teve em terceiro o próprio Bradley Wiggins.

Pódio da Vuelta 2011 com Bradley Wiggins (3º), Juanjo Cobo Acebo (Campeão) e Chris Froome (2º)

Classificação da Etapa 5 – Critérium du Dauphiné 2019

1 Wout Van Aert (Bélgica) Team Jumbo-Visma 5:00:34
2 Sam Bennett (Irlanda) Bora-Hansgrohe
3 Julian Alaphilippe (França) Deceuninck-QuickStep
4 Lorrenzo Manzin (França) Vital Concept-B&B Hotel
5 Clement Venturini (França) AG2R La Mondiale
6 Edvald Boasson Hagen (Noruega) Dimension Data
7 Zdenek Stybar (Rep. Checa) Deceuninck-QuickStep
8 Sonny Colbrelli (Itália) Bahrain-Merida
9 Philippe Gilbert (Bélgica) Deceuninck-QuickStep
10 Mads Schmidt Würtz (Dinamarca) Katusha-Alpecin

Classificação Geral- Critérium du Dauphiné 2019

Com o resultado, Wout Van Aert subiu para a quinta colocação na classificação geral que esta bem embolada. Amanhã a etapa 6 terá chegada ao alto e veremos disputa entre os favoritos a classificação geral e escaladores.

1 Adam Yates (GBr) Mitchelton-Scott 17:28:00
2 Dylan Teuns (Bélgica) Bahrain-Merida 0:00:04
3 Tejay van Garderen (Eua) EF Education First 0:00:06
4 Jakob Fuglsang (Dinamarca) Astana Pro Team 0:00:07
5 Wout van Aert (Bélgica) Team Jumbo-Visma 0:00:20
6 Steven Kruijswijk (Holanda) Team Jumbo-Visma 0:00:24
7 Thibaut Pinot (França) Groupama-FDJ 0:00:25
8 Emanuel Buchmann (Alemanha) Bora-Hansgrohe 0:00:26
9 Alexey Lutsenko (Cazaquistão) Astana Pro Team 0:00:30
10 Nairo Quintana (Colômbia) Movistar Team 0:00:40

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.