Rasgando dinheiro!

Mesmo antes da cerimônia de encerramento dos jogos olímpicos já se discute o que fazer com o “Elefante Branco” do Velódromo que custou pra lá de 200 milhões tomados a força do brasileiro pagador de impostos, não se pensa em manter o Velódromo e transformar o Rio de Janeiro em um local para treinamento permanente de uma seleção de ciclismo, pensa-se em transformar a pista do velódromo em bancos e brinquedos para uma comunidade.

queima

A saga do velódromo carioca será um dia lida por estudantes de economia num futuro distantes atônitos com o disparate em relação a verbas públicas, discípulos de Karl Marx e Ludwig von Mises vão se abraçar e rir com o que fizeram as autoridades brasileiras.

pan2007

Relembre a história aqui, não bastasse desmontar um velódromo pronto, deixaram a madeira estragar num depósito, a estrutura metálica enferrujar e agora já prometem demolir o novo, que legado!

Em resumo, havia um autódromo que foi remodelado para abrigar 4 provas em um circuito oval, depois demoliram parte do circuito para fazer o centro de natação e velódromo, demolem o velódromo enviam a madeira e estrutura para outro estado, não remontam, deixam apodrecer tudo, ai fazem um novo velódromo custando DEZ vezes mais, atrasam a obra, aumentando o custo em mais 30% e no final vão demolir tudo e fazer brinquedos para uma comunidade com a madeira além de transformar o velódromo a beira do mar em um piscinão.

E ainda tem quem faça piada com lusitanos, me lembra mais Nero incendiando Roma para expandir seu palácio, a diferença é que aqui Nero seria reeleito.