Froome vence no Zoncolan

Luiz Papillon

Com um público fantástico, o britânico Chris Froome venceu a etapa ao Zoncolan pela equipe Sky. Simon Yates  chegou em segundo muito próximo a Froome com Angel Lopez em terceiro. Com o resultado Froome volta ao Top5 da classificação geral e deixa para trás críticas ao desempenho neste Giro. Esta é a primeira vitória de Froome no Giro, o britânico já vencera 4 etapas no Tour de France e 5 na Vuelta.

A etapa rainha do Giro 2018 é a 19ª, mas a etapa de hoje tem todos ingredientes de uma etapa rainha. Com cinco montanhas categorizadas sendo o final em subida naquela que para muitos é a mais difícil subida da Europa, o monte Zoncolan. A fuga do dia demorou um pouco a partir mas formou-se na subida para o Monte Di Ragogna com:

  • Montaguti – Ag2r
  • Gavazzi – Androni
  • Barbin – Bardiani
  • Didier – Trek
  • Pedersen – Trek
  • Conti – UAE
  • Mosca – Willier

 

Uma verdadeira multidão foi para estrada acompanhar a passagem do pelote

Os escapados ganharam as metas de montanha e sprint até a base da penultima subida a Sella Vacalda em Ravascletto, tendo uma vantagem máxima superior a cinco minutos.  Durante a subida a fuga viu sua vantagem ser reduzida e o pelote ainda num ritmo de espera. Restavam 25km para o final. Conti e Barbin se destacaram na descida para Oviaro com 21″ sobre Montaguti e Didier com o pelote 1’05” atrás.

Assim que passaram pela “La porta dell’Inferno” começou a subida que é tida por muitos como a mais dura da Europa:

Barbin e Conti começaram a subida exatamente com 1 minuto de vantagem sobre o pelote. Por segurança neste ano a organização permitiu a subida apenas de motos de apoio, devido a estrada ser muito estreita e com muitas pessoas ao longo da subida. Logo no primeiro quilômetro Anton atacou para alcançar Conti na marca de 7,2km para o final. No grupo dos líderes Dumoulin e Aru ficaram na parte de trás do grupo líder. O grupo líder ficou selecionado com apenas Poels e Reichenbach de gregários e os capitães de equipe.

Poels acelerou o máximo que podia e Froome partiu na marca de 4km para o final imprimindo um ataque intenso, atrás dele Pozzovivo, Yates e Superman Lopez seguiam alguns segundos a frente de Dumoulin e Pinot.  Enquanto Froome seguia seu ataque, Simon Yates o camisa rosa esperou o trecho mais inclinado para dar um ataque e desgarrar de Pozzovivo e Lopez. Yates apertou o ritmo para chegar muito próximo num final empolgante, mas foi Froome quem venceu a montanha. Dumoulin perdeu segundos preciosos

Froome escalou o Zoncolan no tempo de 40’03” um tempo absolutamente fantástico.

Na classificação geral Simon Yates agora tem 1’24” de vantagem para Dumoulin, com Pozzovivo em terceiro, Pinot em quarto e Froome voltando ao Top10 com 3’10” de desvantagem para Yates.

 

Logo mais os resultados completos

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Polegatch e Camila Coelho fazem dobradinha na Belgica

A dupla brasileira Ana Polegatch e Camila Coelho venceram prova 1.15.2 IC na cidade de Everberg na Bélgica. Polegatch atual campeã brasileira de contra relógio completou a prova escapada com 2h33:20 e uma vantagem de 27″ sobre Camila Coelho que venceu o sprint. Participaram da prova ciclistas de 11 países […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: