Pascal Ackermann vence sprint na Vuelta 2020

Luiz Papillon

Na chegada deu Bennett, mas depois os comissários de prova avaliaram uma ombrada do irlandês e assim, embora tenha comemorado, o irlandês não levou! Bennett foi relegado ao final do grupo em que estava e Pascal Ackermann foi declarado o vencedor. Com isso o belga Gerben Thijssen da Lotto Soudal ficou em segundo e o alemão Max Kanter da Sunweb em terceiro.

O irlandês Sam Bennett venceu a etapa de hoje na Vuelta 2020. Em um sprint bem disputado o irlandês da Deceuninck Quick Step venceu o duelo contra o alemão Pascal Ackermann da Bora Hansgrohe. Em terceiro ficou o belga Thijssen Gerben da Lottou Soudal.

Vuelta 2020 – Etapa 9 – Castrillo del Val a Aguilar de Campoo – 157.7km

Hoje a etapa 9 da Vuelta veio com história. A largada foi no Monastério de San Pedro de Cárdena, local da tumba original de El Cid. El Cid foi um guerreiro medieval do Reino da Castela. No cinema foi interpretado por Charlton Heston e sua esposa por Sophia Loren.

Monastério de San Pedro de Cárdena | Castrillo del Val

El Cid aparece também em mangás como Saint Seiya – The Lost Canvas e no jogo Age Of Empires II. Os restos mortais do guerreiro foram transferidos a Burgos durante as guerras napoleônicas. Sua fama: Vencer uma batalha mesmo morto (amarrado em seu cavalo para assustar o inimigo). A chegada da etapa foi em Aguilar d Campoo após 157.7km praticamente planos.

Depois de 20km de etapa, uma fuga com cinco ciclistas, que logo depois foi reduzida a dois:

  • Aritz Bagues – Caja Rural
  • Juan Felipe Osorio – Burgos BH

Sem grandes dificuldades o pelote controlou a dupla que foi neutralizada a 22km do final. Seria uma etapa para o sprint. Na marca de 12,8km para o final, o camisa verde e atual campeão da Vuelta,  Primoz Roglic parou para trocar a bicicleta. O pelote seguia em ritmo lento e Roglic não teve dificuldades para reconectar.

Chegada em sprint com vitória da Deceuninck Quick Step

Uma etapa de transição, quase um treino regenerativo com chegada em sprint. Assim foi a etapa 9 da Vuelta 2020. Na chegada, a Bora esticou muito o pelote, Pascal Ackermann lançou o sprint e ao seu lado Sam Bennett saltou para vencer pela segunda vez na Vuelta.

Na chegada deu Bennett, mas depois os comissários de prova avaliaram uma ombrada do irlandês e assim, embora tenha comemorado, o irlandês não levou! Bennett foi relegado ao final do grupo em que estava e Pascal Ackermann foi declarado o vencedor. Com isso o belga Gerben Thijssen da Lotto Soudal ficou em segundo e o alemão Max Kanter da Sunweb em terceiro.

Roglic que lidera com 104 pontos, seguido por Carapaz.

Na classificação geral, Carapaz segue liderando por 13 segundos com Roglic.

Richard Carapaz (Ineos) é o líder na classificação geral.

Primoz Roglic (Jumbo Visma) lidera a disputa por pontos.

Guillaume Martin (Cofidis) é o atual rei da montanha.

Enric Mas (Movistar) lidera entre os jovens até 25 anos.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Federação Paulista de Ciclismo: A Sociedade Secreta

O caro leitor pode não ser fã da escritora J.K. Rowling, então o pelote lembra que a “Ordem da Fênix” foi uma sociedade secreta fundada pelo herói Dumbledore para lutar contra Voldemort no clássico Harry Potter. A Federação Paulista de Ciclismo funciona quase do mesmo modus operandi, secretamente. Me vem […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: