Avermaet fenomenal vence a E3 Harelbeke!

Uma das clássicas mais disputadas da temporada é a E3 Harelbeke, conhecida como “Pequena volta de Flandres”, acontece desde 1957, e neste ano temos sua 60ª edição, o maior ganhador da prova com cinco vitórias se despediu hoje da E3, o belga Tom Boonen que encerra sua carreira no próximo dia 09 na Paris Roubaix, dos ciclistas em atividade, Filipo Pozzato, Sagan, Geraint Thomas e Kwiatkowski também venceram na prova belga, como Kwiato não corre a prova, Sagan utiliza o número 1 na prova. A prova com 206,1km com quinze subidas e muitos trechos em paralelepípedos começa e termina na pequena Harelbeke, seguindo pela região do Flandres e concentrando as principais subidas no final. No final a fuga belga funcionou com o jovem Naesen da AG2R, o campeão belga Philippe Gilbert e o campeão olímpico Greg Avermaet que venceu a prova de modo espetacular!

Antes do início de prova, o herói belga Tom Boonen foi homenageado pela organização com um poster indicando suas cinco vitórias na prova. Os sites de aposta colocam a dupla Peter Sagan, bicampeão mundial e Greg Van Avermaet campeão olímpico como principais favoritos, destacam também Gilbert atual campeão belga, Terpstra e Kristoff como candidatos a vitória.

Logo no princípio de prova uma queda tirou Tony Gallopin da Lotto Soudal da prova, apenas com 120km de prova que a primeira fuga firmou na prova, entre eles Gougeard da AG2R, De Vreese, Masson Vande der Hoorn, Per e Van Hoecke da Lotto Jumbo, um pouco depois uma dupla com Delage da FdJ e Van Asbroeck da Cannondale partiu em perseguição a fuga. No topo do Konkteberg a vantagem da fuga para o pelote era de 4’50 e 2′ para a dupla perseguidora. Algumas quedas foram reportadas ao longo do trecho de paralelepípedos, entre eles Benoot que precisou trocar a bike e Lutsenko que seguiu na prova com os companheiros ajudando a retomar o contato com o pelotão.

Com 80km para o final, Quinziato, Avermaet e Daniel Oss seguiam na cabeça do pelote e a medida que começaram a subir o Taaienberg, a Quick Step passou para a frente, no meio da subida Jack Bauer e Terpstra cairam enquanto Boonen partiu para o ataque, Avermaet nitidamente pedia para que os líderes trabalhassem juntos e a cabeça da prova passou a ter Avermaet, Gilbert, Oss e Boonen, o ataque deu certo e começaram alcançar alguns sobrados da primeira fuga. Nessa agitação a Sep Vanmarcke também apareceu na ponta da prova, nesse momento a fuga tinha 1’32” de vantagem para o primeiro grupo perseguidor com Sep Vanmarcke, Gilbert e Avermaet. Atrás Tony Martin parte para um ataque num trecho de paralelepípedos e Sagan segue com ele, o pelote esta despedaçado e grupos de perseguição começam a se organizar.

Com 39km para o final, uma queda e Sagan tem problemas com a bicicleta, seu freio dianteiro parece pegar na roda, sua corrida parecia estar condenada. Na frente o trio belga com Avermaet da BMC, Gilbert da Quick Step e Naesen da Ag2r seguiam trabalhando juntos, mantendo uma vantagem de 1’12” para o pelote enquanto Luke Durbridge tentava solo conectar com o trio. No que sobrou do pelote o grupo líder tinha alguns pilotos da Trek, Degenkolb entre eles, além de Matteo Trentin, Daniel Oss e Boonen, restavam 31km para o final.

Seguiram trabalhando até o fim, quando faltando apenas 500m eles desaceleraram e começaram a esperar o ataque, quem veio primeiro foi Naesen e em seguida a brutalidade do campeão olímpico prevaleceu sobre o campeão belga, Greg Van Avermaet ganhou de forma espetacular!

Ma perseguição Luke Dubridge da Orica foi o vencedor do sprint fechando em quarto lugar.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *