Tour de Flandres 2024 ou De Ronde

Neste domingo de páscoa acontece a Missa Belga, a prova mais importante do ciclismo flamengo

Ronde van Vlaanderen | Foto Flanders Classics

Ronde van Vlaanderen – O Tour de Flandres 2024

A Segunda das Cinco Monumentos da Temporada

Neste domingo, acontece a segunda das cinco provas Monumento da temporada de ciclismo, na região da Flandres, na Bélgica. Disputada pela primeira vez em 1913, nos primeiros anos, a prova era realizada no mesmo dia da Milão-San Remo. A primeira edição da Ronde van Vlaanderen contou com apenas 37 ciclistas em sua largada, em uma disputa que aconteceu entre Ghent e Mariakerke, por 324 km.

Primeiras Ronde, foto arquivo histórico Het Nieuwsblad

Assim como as principais provas de ciclismo, como o Tour de France e o Giro d’Italia, a Ronde teve como origem a promoção de um jornal, o De Sportwereld. Paul Deman venceu a primeira Ronde após 12 horas de prova em estradas de paralelepípedos para carroças e bicicletas de pinhão fixo, sem marchas.

O sucesso da prova flamenga cresceu com o aumento da popularidade do ciclismo, naquela que provavelmente é a região mais fanática pelo ciclismo, no mundo. Em 1937 os noticiários indicavam 500.000 pessoas assistindo “De Ronde” (literalmente “A Volta”).

A Ronde não parou durante a II Guerra Mundial

Durante a II Guerra mundial a Bélgica foi ocupada pela Alemanha. Um dos principais meios da dominação nazista era o controle da mídia e o Sportwereld foi unido a força com o Het Nieuwsblad, ambos sob a tutela do De Standaard (jornal de maior circulação belga). Muitos eventos esportivos foram cancelados durante a guerra, mas não a Ronde. Isso de deve ao editor chefe do De Standaard ser aceito pelo regime e com isso tornar-se uma mídia de Nova Ordem. Com o fim da guerra, vários funcionários do De Standaard foram considerados culpados de traição, tendo o diretor Fernand van Den Eynde morrido sob custódia e outros condenados a pesadas penas.

Philippe Gilbert vence a Ronde van Vlaanderen 2017 | Foto Tim De Waele, divulgação Flanders Classics
Philippe Gilbert vence a Ronde van Vlaanderen 2017 | Foto Tim De Waele, divulgação Flanders Classics

Após a II Guerra Mundial, a Ronde cresceu em popularidade e passou a ser disputada entre a Milão-San Remo e a Paris-Roubaix. Os anos 60 foram considerados de ouro e culminaram com o jovem Eddy Merckx vencendo a prova em 1969.

Merckx, De Vlaeminck, a Ronde torna-se monumental

Ao longo dos anos 70, as estradas da região foram pavimentadas e perderam trechos de paralelepípedos ou mesmo foram duplicadas. Assim, a prova foi se deslocando em direção às serras das Ardenas, com muitas subidas e descidas pelo interior da região. Nomes como Freddy Maertens, Roger de Vlaeminck e Eddy Merckx selaram seus nomes como estrelas na Ronde. Já nos anos 90 Johan Museeuw tornou-se lenda ao ser chamado de Leão de Flandres. A dificuldade em vencer a Ronde se espelha na lista de múltiplas vitórias. Os maiores vencedores conquistaram a prova três vezes, casos de Fabian Canncellara, Tom Boonem e do próprio Leao de Flandres.

Nos últimos anos, Mathieu van der Poel venceu duas edições enquanto no ano passado o vencedor foi Tadej Pogacar, em negrito os ciclistas que estão inscritos para a Ronde 2024:

2023 Tadej Pogacar
2022 Mathieu van der Poel
2021 Kasper Asgreen
2020 Mathieu van der Poel
2019 Alberto Bettiol
2018 Niki Terpstra
2017 Philippe Gilbert
2016 Peter Sagan
2015 Alexander Kristoff
2014 Fabian Cancellara

 

O Trajeto da Ronde 2024

A região da Flandres é, sem dúvida, uma das mecas do ciclismo mundial e um local de peregrinação para os fãs do esporte. A largada acontece em Antuérpia, cidade famosa pela joalheria de alta gama. Os primeiros 130km não possuem subidas grandes, mas selecionam o pelote com suas estradas estreitas e sinuosas. O Kwaremont (mesmo nome da cervejaria que patrocina a prova) é o primeiro obstáculo e dai em diante os hellingem dão o tom.

Perfil Ronde 2024

Subidas
136,2 km: Oude Kwaremont (2.200 metros a 4%)
158,9 km: Wolvenberg (645 metros a 7,9%)
171,3 km: Molenberg (463 metros a 7%)
175,3 km: Marlboroughstraat (2.040 metros a 3%)
179,3km: Berendries (940 metros a 7%)
184,7 km: Valkenberg (550 metros a 8,2%)
197,1 km: Berg ten Houte (1100 metros a 6%)
206,6 km: Hotond (1000 metros a 7,7%)
216,5
km: Oude Kwaremont ( 2.200 metros a 4%)
219,9 km: Paterberg (360 metros a 12,9%)
226,2 km: Koppenberg (600 metros a 11,6%))
231,6 km: Steenbeekdries (700 metros a 5,3%)
234,0
km: Traaiberg (530 metros a 6,6% )
244,3 km: Kruisberg-Hotond (2.500 metros a 5%)
254,1 km: Oude Kwaremont (2.200 metros a 4%)
257,6 km: Paterberg (360 metros a 12,9%)

Paralelepípedos
104,2 km: Lippenhovestraat (1300 metros)
105,6 km: Paddestraat (1500 metros)
156,3 km: Holleweg (1500 metros) 162,5 km:
Kerkgate (2500 metros)
165,1 km: Fazenda de caça (800 metros))
230,2 km: Mariaborrestraat (2400 metros) )
232,1 km: Stationsberg (600 metros)

Tempo
As temperaturas devem oscilar entre os 15 e os 20 graus Celsius, a chuva não é preocupação e o vento também deve ser leve.

Horário
Largada: 5h00 (Brasil)
Transmissão internacional: 04h55 (Espn no Star+)
Chegada: 12h45 (Brasil)

 

Os favoritos da Ronde 2024

Após a perda (saiba mais clicando aqui) de Wout van Aert que era tido como favorito, os olhares recaem sobre Mathieu van der Poel que pode igualar a Fabian Cancellara, Tom Boonem entre outros como maior vencedor da prova. Van der Poel é mais que favorito, o atual campeão mundial largou cinco vezes na Ronde, venceu duas, foi segundo em duas e fez um quarto lugar como pior resultado.

Mathieu van der Poel | Foto @Belga
Mathieu van der Poel | Foto @Belga

Pela Visma Lease a Bike, a expectativa é que Matteo Jorgenson seja o líder, visto que perderam Wout van Aert, Jan Tratnik tem dores nos joelhos e Dylan van Baarle teve muita febre durante a semana. Ainda assim a equipe tem nomes muito fortes como Tiesj Benoot.

Apesar da queda na Dwars Door Vlaanderen, Mads Pedersen deve largar como favorito na Ronde pela Lidl Trek enquanto nomes como Michael Matthews, segundo colocado na Milano Sanremo são citados com chances, assim como o espanhol Oier Lazkano pela Movistar.

Movistar que tinha o brasileiro Vinicius Rangel pré escalado para diversas provas na primavera belga, mas o brasileiro deixou as escalações espanholas após uma ótima participação na Brugge De Panne.

 

One thought on “Tour de Flandres 2024 ou De Ronde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Mathieu van der Poel iguala Leão de Flandres e vence Ronde pela terceira vez

Diferenciado, especial, fora de série, qual adjetivo para o espetacular Mathieu van der Poel? Seis vezes campeão mundial de cyclo-cross, atual campeão mundial de ciclismo e agora Mathieu iguala o recorde de três vitórias na Ronde van Vlaanderen, com três vitórias. Atrás em uma chegada decidida no photo-finish, o italiano […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail