Tadej Pogacar vence em Laruns em etapa espetacular do Tour de France

Luiz Papillon

Hoje sim, hoje sim, hoje não! A fuga não venceu mas o espetáculo foi sensacional. O suíço Marc Hirschi esteve na fuga solo desde 50km para o final. Mas foi alcançado a 1.5km do final pelo grupo de favoritos. A chegada foi para o sprint selecionado e Tadej Pogacar venceu a etapa com Primoz Roglic em segundo e Marc Hirschi em terceiro. Roglic que venceu também a meta de montanha que garantia bônus de tempo assumiu a camisa amarela.

Tour de France 2020 – Etapa 9 – Pau a Laruns – 153km

Um dia frio, com chuva e muita tensão. Assim foi a etapa 9 do Tour de France 2020. Partindo de Pau, cidade com vocação industrial e de desenvolvimento, o trajeto teve cinco subidas categorizadas. Com duas subidas de primeira categoria os desafios com piso molhado se redobraram para os ciclistas.

Antes da largada, foi homenageado Nicolas Portal, diretor esportivo da Ineos que faleceu no começo de março de ataque cardíaco em Andorra.

A chegada em Laruns, uma cidade que teve importância estratégica como base para mineiros. Desde o tempo de Napoleão, a cidade transformou-se em estância termal e passou a receber turistas durante o inverno.

Quatro foram os desistentes na etapa de ontem, com Giacomo Nizzolo, Wiliam Bonnet, Diego Rosa e Lilian Calmejane. Assim que a largada foi dada, os ciclistas passaram ao ataque, sempre neutralizados. Sobrado no fim do pelote, o italiano Fabio Aru não tinha sequer um carro de apoio de sua equipe,logo seria sua vez de por o pê no chão e entrar no carro vassoura.

Sunweb no ataque, Marc Hirschi solo

A equipe Sunweb claramente escolheu a etapa de hoje para buscar a vitória. Tentou por uma, duas, três vezes com diferentes ciclistas até que na marca de 93km para o final a fuga foi formada. Oito ciclistas se destacaram durante a descida mas o pelote conseguiu neutralizar, exceto Marc Hirschi.

Restava para a chegada a subida a Col de Marie Blanque uma subida de categoria 1 com 7,3km e 8,7% de inclinação média.

Col de Marie Blanque – 7.3km e 8.7%

Além dos pontos de subida, a Col de Marie Blanque oferecia bônus de tempo no topo. Em uma competição que cada segundo importa, seria mais uma oportunidade de ataques para os favoritos. Marc Hirschi mantinha uma vantagem acima dos três minutos no começo da subida.

Atrás os primeiros gregários já iam ficando para trás. A Jumbo-Visma em seu papel de protagonista seguia com seu trem montado morro acima. O grupo líder já era reduzido a cerca de vinte ciclistas. Parecia que a marcação continuaria até o topo, mas vieram os ataques.

Tadej Pogacar foi o primeiro a lançar o ataque. A reação veio com Bernal, Mikel Landa e Primoz Roglic. Enquanto isso o camisa amarela Adam Yates começava a sofrer. No topo Roglic e Pogacar atacaram e quase se tocaram ao passar pelo pórtico. Roglic ficou com os bônus e já garantia a camisa amarela.

Final de gato e rato em descida

Restava a descida para Laruns com pouco mais de 16km, a vantagem de Marc Hirschi era de apenas 15 segundos para o grupo que tinha Bernal, Roglic e Landa. Uma pequena diferença para o grupo que tinha Quintana, Martin e Rigoberto Uran. Atrás Adam Yates já dava adeus a camisa amarela com um minuto de atraso.

A perseguição era intensa com Hirschi na ponta e atrás dois grupos perseguidores, primeiro com Roglic, Pogacar, Landa e Bernal e dez segundos atrás o grupo de seis ciclistas com Rigoberto Uran e Nairo Quintana. Hirschi foi alcançado a 1.5km do final pelo grupo de favoritos. A chegada foi para o sprint selecionado e Tadej Pogacar venceu a etapa com Primoz Roglic em segundo e Marc Hirschi em terceiro. Roglic que venceu também a meta de montanha que garantia bônus de tempo assumiu a camisa amarela.

Líderes para Etapa 08

Camisa Amarela: Primoz Roglic – Jumbo Visma

Camisa Verde: Peter Sagan – Bora Hansgrohe

Camisa de bolinhas: Benoit Cosnefroy – Ag2r

Camisa Branca: Egan Bernal – Ineos Grenadiers

Ciclista mais combativo: Marc Hirschi – Team Sunweb

Equipes: Team Movistar

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Tirreno Adriático começa com sprint e vitória de Pascal Ackermann

Com um sprint fantástico começou a Tirreno Adriático 2020. O alemão Pascal Ackermann da Bora Hansgrohe conquistou sua 5ª vitória na temporada em um sprint surpreendente. Fernando Gaviria da UAE Team Emirates “nem viu” por onde chegou Ackermann e não teve tempo para reagir. Magnus Cort da EF Education First […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: