Equipes WorldTour devem formar fundo para segurança

Luiz Papillon

O dono da equipe Deceuninck Quick Step, Patrick Lefevere visitou os ciclistas acidentados de sua equipe e falou ao jornal Sporza. Na entrevista, Lefevere conta que juntamente com a equipe Ineos Grenadier e Jumbo Visma, pretende implementar novas medidas de segurança.

Após as duras quedas de Fabio Jakobsen e Remco Evenepoel no último mês, o ciclismo passou por um período de reflexão. Embora a missão de zelar pelos ciclistas seja da UCI e a supervisão da CPA (sindicato dos ciclistas profissionais), é bem verdade que as provas de ciclismo seguem com pontos de insegurança. Claro que o risco faz parte do esporte, porém a evolução da segurança também faz parte do esporte.

“Eu poderia ter feito dois funerais em 10 dias” disse Patrick Lefevere

Visita a Jakobsen foi um choque

Fabio Jakobsen | Foto ANP/HH

Ontem Lefevere visitou Fabio Jakobsen na cidade de Leiden na Bélgica. O ciclista que ficou em coma por uma semana após um terrível acidente na Polônia ainda tem um longo período de recuperação pela frente.

“Acabaram de remover 130 pontos de seu rosto. Ele só tem um dente, o palato ainda não cicatrizou e uma das cordas vocais está paralisada. Foi uma visão terrível. Esperamos que suas cordas vocais se recuperem. Durante um sprint, as cordas vocais se abram e fecham novamente. Se uma para você não consegue mais respirar totalmente. Fabio é muito forte, mas não vai se curar em pouco tempo” continuou o dirigente.

Vamos criar nosso próprio comitê de segurança

Rede de proteção Ski | Kelly Brush Fondation

O dirigente pretende assumir a liderança de um movimento em prol da segurança no ciclismo profissional. Ineos Grenadier, Jumbo Visma e Sunweb acenam com a criação de um fundo para segurança.

“Na Copa do Mundo de esqui há redes de segurança em pontos perigosos. Isso não custa quase nada e poderia ter impedido a queda de Remco. Eles já colocam infláveis nas provas de patinação de velocidade. Fomos abalados por esses acidentes duros e agora precisamos agir.” Concluiu Patrick Lefevere.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Alexander Kristoff é o primeiro vencedor do Tour de France 2020

Em uma etapa complicada com chuva e muitas quedas, o norueguês Alexander Kristoff venceu o sprint de chegada pela UAE Team Emirates. Em segundo ficou o dinamarquês Mads Pedersen pela Trek, enquanto Cees Bol foi o terceiro pela Sunweb. 🏆 🇳🇴 @Kristoff87 wins the first stage! 🏆 🏆 🇳🇴 @Kristoff87 […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: