Nova Tarmac SL7

Luiz Papillon

A escolha para todas as corridas, assim a fabricante norte-americana com sede em Morgan Hill define sua nova Specialized Tarmac SL7. Todo foco na construção da nova versão de um sucesso foram em torna-la rápida sob toda circunstância.

O lançamento tem premiere de 30 minutos no vídeo abaixo:

Peso deixa de ser uma barreira, qualquer grama a menos seria ilegal

Se você deseja uma bike mais leve do que a nova Tarmac, saiba que não poderá competir oficialmente. Com um peso a tocar os 6,7 Kg desde a caixa, a nova Tarmac SL7 está pronta para qualquer prova ou corrida, no limite da legalidade no que toca a peso regulamentado pela UCI. Ao condicionarmos a área da superfície do novo quadro e reduzindo a espessura da sua tubulação, os quadros Tarmac SL7 S-Works pesam uns meros 800 gramas, já com a pintura – tudo isso sem abdicar da aerodinâmica, rigidez ou ciclística de excepcional qualidade.

O peso do modelo S-Works Di2 saída da caixa é de 6,7 kg na cor carbono/verde, no tamanho 56. Os modelos Tarmac SL7 Pro e Expert usam a laminação de carbono FACT 10r e têm um peso de 920 gr, enquanto o modelo Tarmac SL7 Pro UDi2 pesa 7,3 Kg e a Tarmac SL7 Expert UDi2 pesa 7,65 Kg (tamanho 56).

Tarmac SL7 | Foto Divulgação Specialized Brasil

O grande ganho é aerodinâmico

O trabalho de refinamento do projeto da nova Tarmac SL7 passou pela escolha dos tubos, do guidão e até da customização da bicicleta. O desafio era fazer uma bicicleta ao mesmo tempo leve para subidas, rígida para um sprint e aerodinâmica para permitir uma rolagem perfeita que poupe a energia do ciclista.

“Levamos todos estes detalhes tão longe quanto pudemos sem comprometer as demais características, num percurso de vários anos aonde investimos toda nossa experiência e recursos – e o resultado foi a entrega de uma bike tão leve quanto os regulamentos permitem, num conjunto aero que entrega a agilidade e pilotagem lendárias que fazem da Tarmac uma das bikes mais referenciadas no mundo do Ciclismo de Estrada.” disse Ian Milleken, engenheiro responsável pelo desgin da Specialized.

Tarmac SL7 – Cockpit | Foto Divulgação Specialized Brasil

No gráfico abaixo podemos ver a relação entre peso e aerodinâmica, onde a SL7 possui aerodinâmica semelhante a Venge Vias e a Trek Madone Disc porém com peso próximo a Trek Emonda e Tarmac SL6. E você pode perguntar “qual o ganho” disso certo?

Em uma distância de 40km sem considerar o vácuo de outras bicicletas, a Tarmac SL7 é 45 segundos mais rápida que a Tarmac SL6. Isso utilizando as rodas Roval Rapide e o cockpit integrado com guidão aerofly e mesa Tarmac.

Gráfico comparativo peso x aerodinâmica | Arte: Divulgação Specialized Brasil

Tecnologia Rider First Engineering

Utilizamos os sistemas de telemetria mais extensivos e avançados para analisar os esforços submetidos no quadro sob pedalada em mundo real, para que a tecnologia Rider First Engineering assegure o equilíbrio perfeito entre rigidez, leveza e ciclística incrível em qualquer tamanho, entregando a cada Ciclista a lendária experiência Tarmac.

Através da enorme base de dados telemétricos que coletamos pelos inúmeros pedais de teste em mundo real, geramos protótipos que uniram os níveis de rigidez da Venge com o comportamento vertical e agilidade da Tarmac – esses protótipos foram testados e validados pelos times WorldTour BORA-Hansgrohe e Deceuninck – Quick-Step, O resultado desta extraordinária colaboração e validações é a mais rápida e ágil Tarmac de sempre, disponível para qualquer Ciclista.

Uma história de Vitórias

Julian Alaphilippe Lidera o Tour de France 2019 | Foto EPA Guillaume Horcajuelo

Vimos inovando desde 1974 e faz quase duas décadas que focamos em vencer nas competições mais importantes do mundo de Ciclismo de Estrada. Desde aí, ganhamos todas as provas mais relevantes do calendário profissional e o fizemos múltiplas vezes – concretamente 1381 vezes – sendo a Tarmac a bike mais vitoriosa de sempre. Desde o nosso primeiro Campeonato do Mundo com o Mario Cipollini em 2002, à tríade de vitórias sem precedentes nos Campeonatos do Mundo de 2015, 2016 e 2017 conquistados por Peter Sagan, contamos com os melhores Ciclistas do mundo para desenvolvermos e inovarmos nossas bicicletas – e o resultado é a fantástica Tarmac SL7. Se vencer não é tudo que interessa, alguma coisa estamos a fazer de errado.

S-Works Tarmac SRAM Red eTap AXS
Tarmac SL7 FACT 12r carbon
Grupo SRAM Red eTap AXS
Guidão Aerofly II com mesa Tarmac
Rodas Roval Rapide CLX
SRAM Red AXS power meter

S-Works Tarmac Shimano Dura-Ace Di2
Tarmac SL7 FACT 12r carbon
Grupo Shimano Dura-Ace Di2
Guidão Aerofly II com mesa Tarmac
Rodas Roval Rapide CLX
Shimano Dura-Ace power meter

Specialized Tarmac Pro SRAM Force 1X
Tarmac SL7 FACT 10r carbon
Grupo SRAM Force eTap 1x
Guidão Aerofly II com mesa Tarmac
Rodas Roval Rapide CL

Specialized Tarmac Pro UDi2
Tarmac SL7 FACT 10r carbon
Grupo Shimano Ultegra Di2
Guidão Aerofly II com mesa Tarmac
Rodas Roval Rapide CL

Specialized Tarmac Expert UDi2
Tarmac SL7 FACT 10r carbon
Grupo Shimano Ultegra Di2 groupset
Guidão Specialized Expert com mesa Tarmac
Rodas DT R470

Specialized Tarmac Expert
Tarmac SL7 FACT 10r carbon
Grupo mecânico Shimano Ultegra
Guidão Specialized Expert com mesa Tarmac
Rodas Roval C38

Specialized Tarmac Comp
Tarmac SL6 FACT 9r carbon
Grupo mecânico Shimano Ultegra
Guidão Specialized com mesa forjada em alumínio 3D-Forged
Rodas DT R470

Specialized Tarmac Sport
Tarmac SL6 FACT 9r carbon
Grupo mecânico Shimano 105 mechanical groupset
Guidão Specialized com mesa forjada em alumínio 3D-Forged
Rodas DT R470

Sobre a Specialized

A Specialized foi fundada em 1974 por ciclistas, para ciclistas. Com base no norte da Califórnia, seu foco está nas necessidades dos praticantes, produzindo produtos funcionais e tecnicamente avançados, que fornecem um benefício de desempenho.

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Dinâmica do acidente de Gijs Leemreize

Ontem durante a primeira etapa da Volta a Burgos, o ciclista holandês Gijs Leemreize sofreu um acidente insólito, vindo a ter cortada uma falange do dedo anelar direito. Vento lateral e um toque de rodas Restavam pouco menos de 55km de prova e o pelote lutava contra o vento cruzado. […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: