Georg Preidlier confessa doping ampliando escândalo austríaco!

Luiz Papillon

O ciclista da Groupama FDJ Georg Preidlier de 28 anos procurou o promotor de justiça da cidade de Graz para confessar que retirou sangue com intenção de auto-transfusão embora jure não ter concluído o plano. Em entrevista ao jornal austríaco Krone, o ciclista revelou que tinha receio do médico preso no escândalo ter documentado sua presença e o complicar. A equipe Groupama FDJ ainda não se manifestou, o ciclista participou nesta temporada da Volta Ciclística Internacional do Haut Var e tem participações previstas na Strade Bianche e Tirreno Adriático nas próximas semanas. Preidlier é tri campeão austríaco na especialidade contra o relógio.

Georg Preidlier

Nas palavras de Preidlier estamos por ver um grande escândalo:

“As próximas semanas serão difíceis para mim, mas eu não sei nomes de outros atletas. Mas posso imaginar que haverá um terremoto internacional”

Antes de Preidlier, Stefan Denifl confessou o doping após ser detido pela polícia austríaca. O escândalo iniciou-se no último dia 27 com a prisão de seis atletas, um deles pego em flagrante na transfusão autóloga, relembre:

http://www.pelote.com.br/esquiador-preso-em-flagrante-em-auto-transfusao-seis-atletas-e-medico-foram-presos-na-austria/

Atualização:

A equipe Groupama FDJ em comunicado a imprensa informou que o contrato do ciclista foi encerrado:

A equipe de Ciclismo Groupama-FDJ foi informada em 3 de março pelo austríaco Georg Preidler de seu pedido de demissão espontâneo e imediato, justificado por seu envolvimento indesculpável no chamado caso “Seefeld”. O ciclista, que entrou para a equipe há um ano, admitiu ter retirado sangue duas vezes ao final de 2018.

Dada a gravidade dos fatos em total oposição aos princípios éticos ainda defendidos pela equipe e seus patrocinadores Groupama e FDJ, Marc Madiot aceitou a demissão de modo imediato. 

A equipe de ciclismo Groupama FDJ lamenta profundamente essa lacuna individual e já está colaborando com todos os órgãos. Nesse ponto, a equipe contatou a UCI, a OCLAESP, a AFLD e o MPCC para informá-los do sobre o caso e o comprometimento da equipe com sua abordagem de transparência. 

A equipe de ciclismo Groupama-FDJ, cuja ética sempre foi um pilar, permanece determinada em seu desejo de evitar o deslize individual. A equipe deplora esse caso, mas mantém sua confiança em seus membros de seu treinamento e sempre permanecerá intransigente em questões de ética.

Via twitter o agora comentarista Michael Rasmussen, que confessou ter utilizado doping por toda carreira sem jamais ter sido pego em um exame anti-doping, comentou:

“Na luz da recente revelação tanto no ciclismo como no esqui, é bem óbvio que o passaporte biológico esta longe de ser uma garantia de esporte limpo. Esses são os números do meu sangue entre 2005 e 2007. Eu acredito que passaria pelo atual sistema (de controle anti-doping).”

Michael Rasmussen via Twitter

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Deceuninck Quick Step ganha Le Samyn com Florian Sénéchal no sprint!

Três clássicas disputadas na temporada belga e três vitórias da Deceuninck Quick Step! É amigo leitor a equipe papa-tudo mostra quem manda na Bélgica! Desta vez na clássica Le Samyn com nomes do segundo escalão novamente o time de Patrick Lefevere fez miséria no pelote colocando três ciclistas no grupo […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: