Demare, Tony Martin e mais 33 ciclistas desclassificados da Scheldeprijs

Luiz Papillon

A clássica dos sprinters Scheldeprijs terminou agora pouco com a triste e justa desclassificação de 35 ciclistas. Essa turma violou a regra da UCI que foi imposta dois anos atrás a respeito da passagem de nível. O fato lembra a Paris-Roubaix de 2015 onde aconteceu a transposição da passagem de nível:

A resposta da UCI foi criar regras a respeito disso:

  1. Se um ou mais ciclistas em uma fuga forem pegos por uma passagem de nível antes do pelotão os alcançar, nenhuma ação será tomada e a cancela de nível será considerada um mero incidente de corrida.
  2. Dois ou mais ciclistas com mais de 30″ de liderança sobre o pelotão são pegos pela passagem de nível e o restante do pelotão os alcança com a cancela fechada. Nesse caso a corrida será neutralizada e reiniciada preservando as diferenças de tempo. Se a diferença for menor que 30″, a cancela será considerada um mero incidente de corrida.
  3. Se um ou mais lideres da corrida passarem pela cancela antes dela fechar e os demais ficarem retidos, nenhuma ação será tomada e o fechamento da cancela será considerado um incidente de corrida.
  4. Se um grupo de pilotos é partido em dois por conta do fechamento da cancela de nível, o primeiro grupo terá sua velocidade reduzida pela organização para que o segundo reagrupe.
  5. Qualquer outra situação envolvendo fechamento de cancela será analisada pelos comissários.

Ocorre que pela dinâmica da prova de hoje os pilotos furaram a cancela e posteriormente foram desclassificados:

  • Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin
  • Rüdiger Selig (Ger) Bora-Hansgrohe
  • Davide Martinelli (Ita) Quick-Step Floors
  • Lars Bak (Den) Lotto Soudal
  • Dylan Groenewegen (Ned) LottoNL-Jumbo
  • Timo Roosen (Ned) LottoNL-Jumbo
  • Amund Grøndahl Jansen (Nor) LottoNL-Jumbo
  • Christian Knees (Ger) Team Sky
  • Ian Stannard (GBr) Team Sky
  • Roy Curvers (Ned) Team Sunweb
  • Lennard Hofstede (Ned) Team Sunweb
  • Arnaud Demare (Fra) Groupama-FDJ
  • Riccardo Minali (Ita) Astana Pro Team
  • Hugo Houle (Can) Astana Pro Team
  • Kim Magnusson (Swe) EF Education First-Drapac p/b Cannondale
  • Conor Dunne (Irl) Aqua Blue Sport
  • Michaël Van Staeyen (Bel) Cofidis, Solutions Credits
  • Jimmy Turgis (Fra) Cofidis, Solutions Credits
  • Michael Carbel (Den) Fortuneo-Oscaro
  • Florian Vachon (Fra) Fortuneo-Oscaro
  • Sjoerd van Ginneken (Ned) Roompot-Nederlandse Loterij
  • Amaury Capiot (Bel) Sport Vlaanderen-Baloise
  • Jordi Warlop (Bel) Sport Vlaanderen-Baloise
  • Dries De Bondt (Bel) Veranda’s Willems Crelan
  • Mathias De Witte (Bel) Veranda’s Willems Crelan
  • Kris Boeckmans (Bel) Vital Concept Club
  • Steven Lammertink (Ned) Vital Concept Club
  • Wesley Kreder (Ned) Wanty-Groupe Gobert
  • Kevin Van Melsen (Bel) Wanty-Groupe Gobert
  • Jimmy Duquennoy (Bel) WB Aqua Protect Veranclassic
  • Michal Paluta (Pol) CCC Sprandi Polkowice
  • Jonas Koch (Ger) CCC Sprandi Polkowice
  • Adrian Kurek (Pol) CCC Sprandi Polkowice
  • Patryk Stosz (Pol) CCC Sprandi Polkowice
  • Tanner Putt (USA) UnitedHealthcare Pro Cycling

A Quick Step que nada tem haver com isso ganhou mais uma desta vez com Fabio Jakobsen, logo mais um resumo completo aqui no Pelote. Confira os melhores momentos da prova:

Confira os dez primeiros colocados na prova:

1 Fabio Jakobsen (Ned) Quick-Step Floors
2 Pascal Ackermann (Ger) Bora-Hansgrohe
3 Chris Lawless (GBr) Team Sky
4 Jens Debusschere (Bel) Lotto Soudal
5 Jérémy Lecroq (Fra) Vital Concept Club
6 Max Walscheid (Ger) Team Sunweb
7 Timothy Dupont (Bel) Wanty-Groupe Gobert
8 Jonas Rickaert (Bel) Sport Vlaanderen-Baloise
9 Bram Welten (Ned) Fortuneo-Samsic
10 Marco Haller (Aut) Katusha-Alpecin

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Os vencedores da Paris Roubaix

Até duzentos e oitenta quilômetros num único dia, sob temperaturas extremas, com o guidão forrado com até 3 fitas para suportar o excesso de vibrações. Qualquer um que tenha completado uma Paris-Roubaix é mais que um vencedor. Agora vencer a rainha das clássicas? É ter o respeito de ciclistas e […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: