Eddy Merckx deixa organização da Volta de Omã

Luiz Papillon

A lenda viva e maior ciclista da história, o belga Eddy Merckx anunciou nesta quarta feira seu desligamento da organização da Volta de Omã no oriente médio.

“A Volta de Omã irá acontecer em 2018 mas será sem mim, eu não terei mais nada a fazer em relação a isso”

Em acordo com o jornal belga Het Laaste Niews, Merckx e seu sócio Dirk De Pauw sofreram para satisfazer os organizadores locais. A natureza do rompimento com a ASO que também organiza o Tour de France se mostra latente:

“Estou desiludido com a ASO, extremamente desiludido” Perguntado sobre sua participação na largada do Tour de France em Bruxélas em 2019 o maior de todos refletiu: “terá de haver uma discussão séria para tomar parte”.

Merckx foi importante fomentador do ciclismo no Oriente Médio, participando da organização da Volta do Quatar desde 2002 e da Volta de Omã desde 2010. A Volta do Quatar não aconteceu em 2017 devido a problemas financeiros segundo organizadores, ao que tudo indica Merckx poderá tentar reativar a prova com outros parceiros que não a ASO.

“Eu não estou convencido de que a prova deixara de existir”

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Lappartient ataca Riis: Quem se dopou não tem lugar no ciclismo!

O presidente da UCI David Lappartient em entrevista ao Luxemburger Wort sinalizou que não gostaria de ver Bjarne Riis levar sua equipe dinamarquesa Virtu Pro-Véloconcept subir do nível continental para o patamar Mundial; o motivo alegado por Lappartien seria o envolvimento de Riis no doping: “Aqueles que já se doparam […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: