Andreas Kron vence abertura da Volta a Catalunha!

Luiz Papillon

Um sprint em selecionado foi o segredo da vitória de Andres Kron, o jovem dinamarquês da Lotto Soudal. Aos 22 anos o dinamarquês que correu até ano passado pela Riwal, chegou a sua segunda vitória na carreira, primeira no nível WorldTour. Em segundo ficou o veterano espanhol Luis León Sánchez da Astana Premier Tech e em tercerio o francês Rémy Rochas da Cofidis.

Andreas Kron venceu na Volta a Catalunha 2021 - Captura TV
Andreas Kron venceu na Volta a Catalunha 2021 – Captura TV

100ª Volta a Catalunha

Uma das raras provas disputadas no continente europeu sem interrupção na segunda guerra mundial. A Volta a Catalunha só parou de 1914 a 1919 por conta da primeira guerra mundial e 2020 em função da pandemia do Coronavírus. Em homenagem ao primeiro vencedor da Volta a Catalunha, Sebastián Masdeu é um dos homenageados pela organização com o prêmio de sprint a 100km do final. Além de Masdeu são homeageados Mariano Cañardo, Miguel Poblet, Joaquín Galera, Miguel Indurain e Alejandro Valverde.

Alejandro Valverde venceu a Volta a Catalunha por três vezes e será homenageado na etapa 7 em Barcelona. O ídolo da Movistar disputa aquela que pode ser sua última Volta a Catalunha. Além dele, algumas estrelas estão no pelote como Peter Sagan e Chris Froome, tetracampeão do Tour de France. Entre os favoritos a vitória na Volta a Catalunha 2020 destacamos:

  • Richie Porte  – Ineos Grenadiers
  • Simon Yates – Bike Exchange
  • Brandon McNulty – UAE Team Emirates
  • João Almeida – Deceuninck Quick Step

Volta a Catalunha 2021 – Etapa 1 – Calella – 178.4km

A primeira etapa da Volta a Catalunha 2021 cumpriu um circuito em torno da cidade de Calella. O trajeto incluiu três subidas categorizadas. A fuga do dia teve quatro ciclistas:

  • Rein Taaramae – Intermarché
  • Sylvian Moniquet – Lotto Soudal
  • Natnael Berhane – Cofidis
  • Gotzon Martín – Euskaltel

A fuga coletou os primeiros pontos de sprint e montanha. Na subida ao Porto de Santa Fé del Montseny, Taramae e Martín sobraram. Logo a seguir foi a vez de Froome sobrar do pelote juntamente com Peter Sagan. Na marca de 26km para o final os escapados foram neutralizados. Novo ataque aconteceu, desta vez com Luis León Sánchez da Astana, a seguir foi a vez de Marc Soler da Movistar e George Bennett da Jumbo Visma.

O grupo que se estabeleceu com uma vantagem de 40 segundos sobre o pelote tinha agora Lennard Kamna (Bora) Luis León Sánchez (Astana), Andreas Kron (Lotto Soudal) e Rémy Rochas (Cofidis).

Nem serem alcançados o grupo decidiu em um emocionante sprint com vitória do jovem Andreas Kron da Lottou Soudal. O Veterano Luís León Sànchez da Astana Premier Tech foi o segundo e o pódio completado pelo francês Rémy Rochas da Cofidis.

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Paris Roubaix 2021 é adiada!

Prova clássica de ciclismo realizada desde 1896, a Paris Roubaix teve sua edição 2021 adiada, ainda sem data definida. Adiamento acontece em meio ao aumento de casos de Covid-19 no norte da França. Paris Roubaix 2021 é adiada Uma das cinco provas monumento do ciclismo, a Paris Roubaix teve em 2020 […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: