Diego Ulissi vence sprint no Giro em etapa sensacional!

Luiz Papillon

O italiano Diego Ulissi venceu a etapa 13 do Giro em Monselice no Veneto. Após duas subidas duras quebrarem a ponta da prova, o final foi intenso e disputado com o camisa rosa João Almeida completando em segundo e Patrik Konrad da Bora em terceiro.

Giro 2020 – Etapa 13 – Cervia a Monselice – 192km

A etapa 13 do Giro partiu de Cervia, vizinha de Cesenatico, além do turismo a cidade tem desde antiguidade a produção de sal. A chegada da etapa será em Monselice, já na província de Padova na região do Veneto. A TV deu destaque a La Rocca uma fortaleza medieval. A etapa em si é foi mesa de bilhar com duas subidas no final. Contudo Il Roccolo tem até 20% de inclinação em 4.1km. O Muro di Calaone é a última subida com até 18% de inclinação e pode ser decisivo numa vitória da fuga.

Largaram 143 ciclistas para a etapa. Após muita crítica a organização resolveu testar toda caravana para o Covid-19. Tudo em nome de terminar em Milão, embora cá entre nós para a A.S.O. que organiza a Vuelta seria interessante que o Giro terminasse antes.

Sete ciclistas formaram a fuga do dia:

  • Geoffrey Bouchard – Ag2r,
  • Simon Pellaud – Androni Sidermec,
  • Simone Ravanelli – Androni Sidermec,
  • Rodrigo Contreras – Astana,
  • Alessandro Tonelli – Bardiani,
  • Harm Vanhoucke – Lotto Soudal,
  • Lorenzo Rota – Vini Zabu KTM.

Subidas de Il Roccolo e Muro di Calaone

Apenas dois ciclistas suportaram a subida de Il Roccolo na fuga, Geofrey Bouchard e Alessandro Tonelli. Ainda restava uma subida e a fuga tinha 28 segundos de vantagem para o pelote. A disputa ficou especialmente entre os velocistas, a Bora atacou durante a subida para deixar Démare para trás. A estratégia funcionou e o grupo da ponta passou com cerca de 50 ciclistas enquanto o francês líder da camisa de pontos ficava 30 segundos atrás.

Restava o Muro di Calaone como desafio. A frente os escapados seguiam com 40 segundos a frente enquanto a Groupama após um grande esforço reconectou ao pelote. Durante a subida do Muro, a ponta da prova teve Diego Ulissi puxando enquanto a fuga dava o último respiro. O português Ruben Guerreiro da EF atacou e conquistou os pontos de montanha. Atrás Sagan passou no segundo grupo e Démare 40 segundos atrás. Restavam 16km para o final e apenas descida e um trecho ponto até a meta.

Final de Gato e Rato

Três grupos acabaram encarando o trecho final. O primeiro grupo com o camisa rosa João Almeida, um segundo grupo 20 segundos atrás com Peter Sagan e o terceiro grupo com Démare a 45 segundos. Na ponta a Deceuninck Quick Step puxava o pelote enquanto Sagan não tinha companheiros na perseguição.

E como foi a chegada? Um sprint com o camisa rosa João Almeida disputando contra Diego Ulissi. No pulo da chegada, Ulissi ficou com a vitória, João Almeida foi o segundo e Patrik Konrad da Bora foi o terceiro.

 

João Almeida lidera o Giro d’Italia 2020 por 40 segundos de vantagem sobre Wilco Kelderman da Sunweb.

  • Geral – João Almeida – Deceuninck Quick Step
  • Pontos – Arnaude Démare – Groupama FDJ
  • Montanha – Ruben Guerreiro – EF Pro Cycling
  • Jovem – João Almeida – Deceuninck Quick Step
  • Melhor Equipe – Deceuninck Quick Step

Confira o resultado da etapa:

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Filippo Ganna vence no Giro, João Almeida amplia vantagem na luta pela Maglia Rosa!

Com uma velocidade média de 47.95km/h o italiano Filippo Ganna da equipe Ineos venceu a etapa contra o relógio no Giro. Ganna, atual campeão mundial já havia ganhado a etapa de abertura do Giro e hoje venceu a etapa de 34,1km entre Conegliano e Valdobbiadene na região do Veneto na […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: