Coronavírus, EF pede para não correr provas italianas. Ciclistas da Cofidis confinados contra a vontade!

As vésperas da Strade Bianche, a equipe EF ProCycling pede para não correr as provas italianas. Cofidis reclama do tratamento e Fernando Gaviria pode estar com o coronavírus.

EF pede para não correr na Itália, presidente da Cofidis reclama do tratamento na quarentena

Se por um lado a organização das provas italianas de ciclismo sustenta a manutenção das provas, por outro tudo joga contra. Hoje em carta para o presidente da UCI David Lappartient e para o diretor da RCS Mauro Vegni, a equipe EF Pro Cycling pediu oficialmente para não participar das provas italianas. A temporada italiana tem previsão para início neste sábado (07/03) com a Strade Bianche na Toscana, depois a Tirreno Adriático na próxima quarta feira (11/03) e finalmente a Milão Sanremo em duas semanas no dia 21/03.

Ciclistas da Cofidis em Quarentena | Foto Cofidis

Enquanto isso, nos Emirados Árabes, três equipes seguem confinadas a quarentena imposta pela autoridade de saúde local. Cofidis, Groupama e Gazprom seguem obrigadas enquanto a equipe local UAE Team Emirates faz quarentena para dar o exemplo. Nesta terça o presidente da Cofidis declarou:

“Nós sempre esperamos que as coisas irão melhorar logo e nada acontece. Eu penso que essa situação não é normal. Nós estamos sendo mantidos em um lugar que não escolhemos contra nossa vontade e por um período desconhecido. Seria bom que a imprensa pudesse abraçar a situação, apenas para dar a pressão onde for necessário.

Quando encontramos com alguém no corredor do hotel, a pessoa corre. Nós estamos sendo tratados como vítimas de praga, nossos quartos não são arrumados desde que chegamos cinco dias atrás, nós temos que ir até a porta do elevador, ali há um carrinho e nós nos viramos com lençóis, sabão e toalhas. Essa é a situação, alguns vivem bem assim, para outros é mais complicado.” Concluiu Thierry Vitu.

A equipe Gazprom RusVelo apenas comentou que a equipe até o momento não recebeu nenhum documento oficial das autoridades locais. Já a equipe Groupama FDJ informou que todo o staff e ciclistas da equipe foram testados uma vez com todos resultados negativos e em uma segunda bateria de exames, cinco já deram negativo e a equipe ainda aguarda o resultado dos demais sete exames.

Equipe UAE fica por vontade própria em quarentena

A equipe UAE, mantida em parte pelo governo dos Emirados Árabes optou em fazer quarentena voluntária. Porém familiares de Fernando Gaviria relatam não conseguir contato com o colombiano. Entre a preocupação está o comunicado da direção de prova local informando que teriam testado positivo na segunda bateria de testes, dois italianos, dois russos, um alemão e um colombiano. Como Gavíria é o único colombiano em quarentena, os jornais colombianos já estampam a notícia que o velocista testou positivo para a infecção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Strade Bianche, Tirreno Adriático e Milão Sanremo não devem acontecer em março

As três principais provas do calendário italiano não devem acontecer em março. Essa é a expectativa que o diretor da RCS e do Giro, Mauro Vegni ao comentar para imprensa. A pressão pelo cancelamento das provas atingiu o limite quando 14 das equipes anunciaram que não pretendem participar das provas. […]

leia também

Receba as novidades em seu e-mail