Vitória da Mitchelton na Tirreno Adriático em dia de pedestre atropelado!

Luiz Papillon

A equipe Mitchelton venceu a primeira etapa da Tirreno Adriático na Itália. A prova ficou marcada pelo acidente envolvendo a equipe Bora e um pedestre. O pedestre aparentemente nota os ciclistas vindo na direção e não compreende a velocidade dos ciclistas e acaba atingido por Oscar Gatto e Rafal Majka que vão ao solo.




Os ciclistas conseguiram remontar e continuar na prova, enquanto o pedestre foi levado para o hospital. A responsabilidade pela segurança era a organização de prova e a polícia local. Nota-se fiscais e policiais em um dos lados do cruzamento, que tentam avisar tardiamente o pedestre.

A Jumbo Visma era a grande favorita com os especialistas na modalidade o tetracampeão mundial de contra relógio Tony Martin e Jos Vam Emden. Mas a Mitchelton venceu deixando a holandesa em segundo. Em terceiro lugar ficou a Sunweb de Tom Dumoulin fechando o pódio. Vantagem de Adam Yates que é o líder da Mitchelton para a classificação geral, Yates foi vice campeão da Tirreno Adriático ano passado.

Tirreno Adriático – Etapa 1 – 21.5km

  1. Mitchelton Scott – 22:25
  2. Jumbo-Visma – 22:32
  3. Sunweb – 22:47
  4. Deceuninck-QuickStep – 23:02
  5. Team Sky – 23:12
  6. Lotto Soudal – 23:19
  7. EF Education First – 23:21
  8. Groupama-FDJ – 23:23
  9. Israel Cycling Academy – 23:30
  10. Bahrain-Merida – 23:35
  11. Trek-Segafredo – 23:37
  12. CCC Team – 23:37
  13. Astana Pro Team – 23:38
  14. UAE Team Emirates – 23:44
  15. Movistar – 23:57
  16. Dimension Data – 23:59
  17. Katusha Alpecin – 24:03
  18. Cofidis – 24:19
  19. Bora-Hansgrohe – 24:22
  20. AG2R La Mondiale – 24:26
  21. Neri Sottoli -Selle Italia KTM – 24:35
  22. Gazprom-Rusvelo – 24:55
  23. Bardiani-CSF – 25:06

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Dia da fuga na Paris Nice! Vitória de Magnus Cort da Astana

Dia da fuga na Paris Nice! Uma etapa com jeitão de clássica teve vitória da fuga com Magnus Cort Nielsen. Thomas de Gendt da Lotto Soudal foi segundo e Giulio Ciccone da Trek o terceiro. Na mais longa etapa da Paris-Nice 2019, a fuga entrou em ação logo no princípio […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: