Superman Lopez vence na Catalunha!

Luiz Papillon

Chegada ao alto com fuga, ataque e pancadaria. Assim é o resumo da etapa 4 da Volta a Catalunha. Miguel Angel Lopez o Superman da Astana chegou a sua terceira vitória na temporada confirmando a ótima fase. A equipe Astana chegou a 20ª vitória na temporada, sendo 5ª no nível mais alto. Com o resultado López é o líder da classificação geral agora com 14 segundos de vantagem sobre Adam Yates e 17 segundos sobre Egan Bernal.

Volta a Catalunha Etapa 4 – Camprodon a La Molina – 150km

Três subidas de primeira categoria em uma etapa de altitude e pouca diferença entre os favoritos. Essa foi a receita que botou fogo na etapa 4 da Volta a Catalunha. A primeira subida do Col de Coubet teve Thomas De Gendt o então líder da classificação geral conquistando os pontos de montanha. Assim que desceram um grupo de 25 ciclistas se destacou e ganhou três minutos de vantagem sobre o pelote.

  • James Knox – Deceuninck-Quick Step
  • Antonio Nibali, Damiano Caruso – Bahrain-Merida
  • Carlos Verona e Marc Soler – Movistar
  • Daniel Navarro – Katusha-Alpecin
  • Daryl Impey e  Tsgabu Grmay- Mitchelton-Scott
  • Davide Villella – Astana
  • Giulio Ciccone e Niklas Eg – Trek-Segafredo
  • Gregor Mülhberger e  Max Schachmann – Bora-Hansgrohe
  • Patrick Bevin – CCC Team
  • Hugh Carthy e Joe Dombrowski – EF Education First
  • Michael Storer e Michael Matthews – Team Sunweb
  • Sebastian Reichenbach – Groupama-FDJ
  • Tony Gallopin – AG2R La Mondiale
  • Amaël Moinard – Arkéa-Samsic
  • Guillame Martin – Wanty-Groupe Gobert
  • Jesús Herrada – Cofidis
  • Mikel Bizkarra – Euskadi-Murias

Final eletrizante na Volta a Catalunha

A segunda subida do dia teve o Port de la Crueta com 19.9km e inclinação média de 4.7%. No topo da  montanha os pontos ficaram para Carlos Verona seguido de Muhlberger e Bevin. A vantagem da fuga começava a diminuir. A última subida para La Molina era de fato subir a mesma montanha porém por outra face, desta vez sul. E da fuga veio o primeiro ataque, Ciccone, Martin, Soler, Gallopin e Schachmann colocaram 20 segundos os separando da fuga original.

Entraram na subida que tinha inclinações mais severas na base, nesse momento Thomas De Gendt não mais conseguiu acompanhar o pelote. A medida que subiam o grupo foi ficando selecionado e a fuga desmantelando na ponta, seria uma briga de gato e rato. Na marca de 8km para o fim o colombiano Miguel Angel López atacou do pelote. Logo a seguir foi a vez de Bernal e Quintana atacarem para acompanhar Lopez. Mas era o dia do Superman e o colombiano atacou novamente e começou a ultrapassar um a um os escapados. Pouco atrás um grupo de perseguição se formou com Bernal, Quintana e Yates. No final uma pequena descida e vitória de Superman Lopez. Na sequência Muhlberger da Bora ficou com o segundo lugar e Marc Soler da Movistar em terceiro. Bernal chhegou logo a seguir com Yates e Quintana atrás.

Com o resultado os seis primeiros colocados na classificação geral estão dentro do mesmo minuto e sem grandes montanhas pela frente a decisão pode ficar até nos bônus. Amanhã uma montanah de primeira categoria logo no princípio de prova e depois muita descida para chegada tipica de sprint.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Alemão da Bora vence escapado na Volta a Catalunha!

As vezes a fuga vence porque “esqueceram dela” e as vezes um esforço enorme faz vingar a fuga. E foi a segunda opção que trouxe emoção a Volta a Catalunha! Max Schachmann de 25 anos esteve na fuga por toda etapa, e sozinho nos últimos 11km para vencer pela segunda […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: