Em dia de protesto, spray de pimenta e queda espetacular de Gilbert. Julian Alaphilippe venceu no Tour de France

Luiz Papillon

Em etapa marcada por problemas Julian Alaphilippe venceu no Tour de France. A etapa começou com um bloqueio de agricultores no trajeto da prova, a polícia tentou dispersar os manifestantes com spray de pimenta mas o vento levou o gás para os ciclistas. Diversos ciclistas foram afetados e a prova continuou. Na descida “maldita” do Col de Portet d’Aspet Philippe Gilbert caiu de forma espetacular e com muita sorte saiu ileso. Ao final a vitória parecia ser de Adam Yates mas o inglês caiu na descida da Col du Portillon e a vitória caiu no colo de Julian Alaphilippe. Gilbert foi nomeado o mais combativo do dia enquanto na classificação geral tudo igual.

Carcassonne a Bagnères de Luchon 218km

Com a etapa 16 o Tour de France 2018 chegou a sua terceira semana. Após uma semana com muitos abandonos durante as etapas curtas com alta montanha, a caravana toma rumo aos Pirineus. Esta etapa uma das poucas nesta edição a percorrer trecho fora da frança passa por um pequeno trecho do território espanhol em Lérida. Ao todo 148 ciclistas largaram para a 16ª etapa, não largaram Damian Howson da Mitchelton e Serge Pauwels da Dimension Data que caiu no final da etapa 15 e já foi até operado. Como recebeu o tempo do grupo constava como entre os que terminaram a etapa.

No princípio da etapa os líderes eram:

 Gerant Thomas – Team SKy

Peter Sagan – Bora Hansgrohe

Julian Alaphilippe – Quick Step Floors

 Pierre Latour – Ag2r

 Movistar

Rafal Majka – Bora Hansgrohe

Assim que o pelote deixou a zona neutra em Carcassonne a caravana parou por conta de um protesto de agricultores no km29. Os agricultores protestavam por mudanças nas áreas que recebem subsídio agrícola, na tentativa de dispersar os manifestantes a polícia utilizou spray de pimenta e gás lacrimogênio. O vento levou o gás para o pelote e diversos ciclistas precisaram de tratamento médico. Após 15 minutos a prova recomeçou.

Após 20km de reinício Barguil, Impey, Bernard e Alaphilippe fizeram o movimento e começaram a fuga. Diversos grupos começaram a atacar, passaram pela meta de Côte de Pamiers com Alaphilippe conquistando o ponto. Tim De Clercq da Quick Step abandonou. Restando 120km para o final o pelote estava compacto, com exceção de Arnaud Demere que sobrou. Com 106km para o final o pelote voltou a se dividir e a diferença já estava em 1:30 entre os dois grandes grupos. Na passagem pela meta de sprint em Saint-Girons a pontuação ficou:

  1. Christophe Laporte, 20 pontos
  2. Boasson Hagen, 17
  3. Greg Van Avermaet, 15
  4. Laurent Pichon, 13
  5. Thomas Boudat, 11
  6. Nils Politt, 10
  7. Koen de Kort, 9
  8. Matt Hayman, 8
  9. Philippe Gilbert, 7
  10. Silvan Dillier, 6
  11. Tejay van Garderen, 5
  12. Nicolas Edet, 4
  13. Simon Geschke, 3
  14. Marcus Burghardt, 2
  15. Damiano Caruso, 1

Pelote passou a 5:55 atrás.

Com o resultado Peter Sagan garantiu oficialmente a camisa verde de vencedor por pontos do Tour de France. Com a necessidade de completar em Paris e receber seu sexto título.

Philippe Gilbert escapou e colocou 50 segundos de vantagem na fuga, passando em primeiro na meta de Portet d’Aspet, atrás Barguil e Alaphilippe duelaram pelos pontos de montanha e o francês da Quick-Step venceu:

  1. Philippe Gilbert, 5 pontos
  2. Jilian Alaphilippe, 3
  3. Warren Barguil, 2
  4. Bauke Mollema, 1

Queda impressionante de Philippe Gilbert

Durante a perigosa descida do Portet d’Aspet, Philippe Gilbert caiu passando sobre a mureta de proteção e caindo no barranco. A queda trouxe lembranças da trágica morte de Fabio Casartelli, 23 anos atrás na mesma descida.

Felizmente sem grandes consequências o veterano belga retornou a prova rapidamente, confira a queda:

Com a queda de Gilbert o grupo líder passou a apertar o ritmo para escalar a Col de Menté. No topo novamente Alaphilippe acumulou pontos para a camisa de Rei da Montanha:

  1. Julian Alaphilippe, 10
  2. Bauke Mollema, 8
  3. Damiano Caruso, 6
  4. Robert Gesink, 2
  5. Pierre Latour, 1

Restaram 17 ciclistas na ponta para escalar no final da etapa o  Col du Portillon, com 1:24 atrás um grupo sobrado com seis ciclistas, o pelote 12:16 atrás e Arnaud Demere meia hora atrás com grande risco de ficar fora da etapa. Na escalada o ataque veio por Adam Yates a 12.5km do final. A meta de montanha tinha pontuação dobrada com e foi vencida por Adam Yates.

  1. Adam Yates 20 pontos
  2. Julian Alaphilippe 16
  3. Bauke Mollema 12
  4. Domenico Pozzovivo 8
  5. Gorka Izaguirre 4
  6. Robert Gesink 2

Na descida para a chegada em Bagnères de Luchon a surpresa, Adam Yates perdeu a frente da bicicleta e foi ao chão. Com a queda Alaphilippe que vinha atrás venceu pela segunda vez com Gorka Izaguirre em segundo e o próprio Adam Yates em terceiro. No pelotão nenhuma ação e chegaram com o mesmo tempo. Philippe Gilbert foi premiado como o mais combativo do dia. Foi a 4ª vitória da Quick Step no Tour, duas com Gaviria e duas com Alaphilippe. O pelote burocrático chegou muito depois e a única mudança foi na equipe líder que agora é a Bahrein.

Classificação da 16ª Etapa

1  JULIAN ALAPHILIPPE QUICK – STEP FLOORS 05H 13′ 22”
2  GORKA IZAGUIRRE INSAUSTI BAHRAIN – MERIDA + 15”
3  ADAM YATES MITCHELTON – SCOTT + 15”
4  BAUKE MOLLEMA TREK – SEGAFREDO + 15”
5  DOMENICO POZZOVIVO BAHRAIN – MERIDA + 18”
6  ROBERT GESINK TEAM LOTTO NL – JUMBO + 37”
7  MICHAEL VALGREN ANDERSEN ASTANA PRO TEAM + 56”
8  GREGOR MÜHLBERGER BORA – HANSGROHE + 56”
9  MARC SOLER MOVISTAR TEAM + 01′ 10”
10  PIERRE ROGER LATOUR AG2R LA MONDIALE + 01′ 18”

Classificação Geral após 16 etapas e 2765,5km

1  GERAINT THOMAS TEAM SKY 68H 12′ 01”
2  CHRIS FROOME TEAM SKY +  01′ 39”
3  TOM DUMOULIN TEAM SUNWEB + 01′ 50”
4  PRIMOŽ ROGLIC TEAM LOTTO NL – JUMBO + 02′ 38”
5  ROMAIN BARDET AG2R LA MONDIALE + 03′ 21”
6  MIKEL LANDA MEANA MOVISTAR TEAM + 03′ 42”
7  STEVEN KRUIJSWIJK TEAM LOTTO NL – JUMBO + 03′ 57”
8  NAIRO QUINTANA MOVISTAR TEAM + 04′ 23”
9  DANIEL MARTIN UAE TEAM EMIRATES + 06′ 14”
10  JAKOB FUGLSANG ASTANA PRO TEAM + 06′ 54”

Classificação por Pontos após 16 etapas

1  PETER SAGAN BORA – HANSGROHE 452 PTS
2  ALEXANDER KRISTOFF UAE TEAM EMIRATES 170 PTS
3  ARNAUD DEMARE GROUPAMA – FDJ 133 PTS
4  GREG VAN AVERMAET BMC RACING TEAM 130 PTS
5 JOHN DEGENKOLB TREK – SEGAFREDO 128 PTS

 

Rei da Montanha após 16 etapas

1  JULIAN ALAPHILIPPE QUICK – STEP FLOORS 122 PTS
2  WARREN BARGUIL TEAM FORTUNEO – SAMSIC 73 PTS
3  GERAINT THOMAS TEAM SKY 30 PTS
4 BAUKE MOLLEMA TREK – SEGAFREDO 29 PTS
5  RAFAL MAJKA  BORA – HANSGROHE 28 PTS

Classificação Jovens até 25 anos após 16 etapas:

1  PIERRE ROGER LATOUR AG2R LA MONDIALE 68H 21′ 55”
2  GUILLAUME MARTIN WANTY – GROUPE GOBERT +  02′ 29”
3  EGAN ARLEY BERNAL TEAM SKY +  13′ 50”
4  DANIEL FELIPE MARTINEZ TEAM EF EDUCATION FIRST DRAPAC +  44′ 32”
5  SOREN KRAGH ANDERSEN TEAM SUNWEB + 1H 00′ 17”

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Gilbert fora do Tour de France

Fim de Tour de France para o belga Philippe Gilbert. O experiente ciclista de 36 anos da Quick Step sofreu uma queda impressionante na descida da Col de Portet-d’Aspet. A mesma descida perigosa que vitimou 23 anos atrás o italiano Fabio Casartelli. Gilbert passou sobre o barranco e caiu cerca […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: