Mapa de calor do Strava pode ser instrumento de guerra!

Luiz Papillon

Uma das características mais legais do aplicativo Strava é o mapa de calor, onde qualquer um pode ver locais onde atletas mais sobem treinos em qualquer lugar do planeta, isso constitui uma importante ferramenta para empresas, organizações não governamentais e governos para entender a dinâmica de mais de 27 milhões de usuários que enviaram ao Strava mais de 1 trilhão de pontos de GPS.

Esses dados podem ser usados para ações de marketing, para definir melhor posicionamento de estacionamentos para bicicletas, até para definir qual a melhor região para se abrir uma lanchonete para esportistas, mas pode também revelar dados sensíveis e foi isso que a Endgadget levantou, como as configurações de privacidade do aplicativo são simplificadas e muitos militares utilizam o aplicativo para controle de seus treinamentos, os dados enviados ao Strava que adiciona no mapa de calor o que pode ser um risco em potencial para inteligência militar.

Complexo da Papuda no Distrito Federal sobreposto ao mapa de calor do Strava

Um ponto no Mapa de Calor representa atividade e se esta numa zona inabitada em área de conflito, pode ser a localização de uma base militar, assim como atividades de carteiros pode ser acompanhada via Strava e servir para bandidos definirem ataques no Rio de Janeiro. É possível identificar bases militares no Afeganistão, Síria e até trajetos de patrulhas.

A Strava vem lembrando os usuários que eles podem desligar o compartilhamento de localização e que o mapa não inclui áreas privadas onde o usuário desativa a localização precisa do local onde termina a atividade. Você pode controlar tanto do smartphone como do PC/Mac as configurações de privacidade:

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Chuva de doping na Volta a Costa Rica

A UCI divulgou hoje uma lista de ciclistas com resultados adversos durante a Volta a Costa Rica em exames realizados em 22 de dezembro de 2017, a lista é extensa e inclui o vencedor da prova Juan Carlos Rojas Villalegas. Todos os sete ciclistas da equipe Frijoles Los Tierniticos foram pegos […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: