Kwiato me deve uma cerveja!

Essa foi a reação do bicampeão mundial Peter Sagan a vitória do campeão mundial de 2014 na Milão Sanremo ontem, Sagan que lidera com folga o ranking UCI desta temporada reclamou que ninguém quer trabalhar com ele e o único método para o bater é desgastá-lo.

“Estou satisfeito, o resultado é importante mas também colocar um show para os fãs. O mais forte não vence sempre. A única coisa perdida hoje foi um pouco de cooperação de outros pilotos, mas tudo bem fiz meu pedaço e estou feliz com o que fiz. Isso é ciclismo você corre por 300km e pode vencer ou perder por pouco, fiz meu melhor”

Durante a coletiva após o pódio, Sagan deu uma alfinetada em Kwiato e Alaphilippe ao reclamar da falta de cooperação da dupla durante o ataque final, mas ciente de que isso faz parte. Sagan contou que não tinha nada planejado afinal correr depende das pernas que você tem, e na aproximação de Sanremo ele não entendia porque não atacavam e veio o estalo “eles não tem pernas”, Sagan contou que percebeu um vento a favor no Poggio e viu ali à oportunidade:

 

Eu tentei esse ano por conta de um vento a favor no Poggio. Eu não tinha nada a perder então tentei. Eu ataquei e Kwiato e Alaphilippe vieram juntos. Eu continuo pensando que fui mais rápido que eles, fiz muito trabalho nos últimos cinco quilômetros, ele fizeram uma curva cada mas é normal e é claro que eles se recuperaram mais do que eu. Eu produzi um monte de watts no sprint mas eu não venci. Apenas começamos as clássicas com a Milão Sanremo, agora é recuperar e no final de semana teremos Harelbeke, Gent, Flanders e depois Roubaix!

Pouco depois da prova Sagan postava nas redes sociais sua reflexão noturna:

Deixe uma resposta