Ícone do site Pelote Ciclismo

A traição no Angliru existiu! Sepp Kuss jogou no ventilador

O plano era não ter ataque, mas Roglic atacou e Vingegaard tirou 21s da vantagem que Sepp Kuss tinha antes da etapa do Angliru. Agora com panos quentes, Sepp Kuss contou que o plano era outro.

 

Sepp Kuss – Líder da Vuelta

Quase como Bentinho e Capitu, Sepp Kuss jogou no ventilador aquilo que todos queriam ouvir. Após a etapa 18 da Vuelta 2023, Sep Kuss falou a imprensa e jogou tudo no ventilador, houve sim traição na etapa 17 do Angliru. Claro ele não usou esse termo, mas sente-se o tom nas palavras do virtual campeão da Vuelta 2023:

“Eu fiquei um pouco assustado quando Jonas começou a puxar, porque ele é muito forte, mas ele rodou muito bem para mim. Hoje, nós andamos com uma tática mais defensiva, que nós acordamos *antes* da etapa do Angliru. Sempre acontecem alguns erros, mas essa é a natureza humana.”

Entenda o contexto da Traição do Angliru

O estadunidense de Durango tem sido peça chave na conquista de todos os títulos de grande volta da equipe, sendo quatro deles com Roglic (3 Vueltas e 1 Giro) e dois com Vingegaard (Tour). Antes do início da etapa 17, Kuss liderava com 29s de vantagem para Vingegaard e 1m33s para Primoz Roglic, seus companheiros de equipe. No final da etapa, Primoz Roglic acelerou e Vingegaard o seguiu, deixando Sepp Kuss para trás. Kuss contou com a ajuda involuntária de Mikel Landa para terminar a etapa perdendo 19s, o que levou a vantagem para apenas 8s sobre Vingegaard. Ou seja uma vitória de Vingegaard garantiria o título da Vuelta no bonus de tempo.

Criticas fortes a Jumbo para decidir quem lidera a Vuelta

A equipe Jumbo Visma foi alvo de muitas críticas após Jonas Vingegaard reduzir drasticamente a vantagem do colega de equipe Sepp Kuss na etapa 17 (relembre aqui). Ex-diretor da equipe Motorola e Discovery Channel, Johan Bruyneel falou ao podcaste The Move:

“Foi um show de merda da Jumbo-Visma, um caos. Eles não tem um capitão dizendo o que deve ser feito, é preciso instruções fortes da direção da equipe hoje. Não fora do carro (ou seja entre os ciclistas), porque eles não tem autoridade. Eles precisam acordar e deixar claro. Se realmente querem que Kuss vença, não é complicado apenas esperar por ele.”

Outros canais da mídia internacional repercutiram o caso, a postagem foi uma das que mais recebeu comentários nas redes sociais do Pelote Ciclismo.

 

Sair da versão mobile