Rohan Dennis surta e abandona o Tour de France

O australiano Rohan Dennis da equipe Bahrain Merida abandonou o Tour de France na etapa de hoje. Um ciclista abandonar uma prova importante como o Tour de France é normal, mas as condições em que Dennis abandonou não. Se nesta terça falei sobre o respeito e esforço de ciclistas como Laurens ten Dam pelo esporte, agora esbarramos no lado oposto.

Hoje o Tour de France entrou na cordilheira dos Pirineus, amanhã acontece a esperada única etapa de contra relógio individual desta edição do Tour de France. Nada mais normal que esperar e apostar no desempenho do atual campeão mundial da modalidade, Rohan Dennis. Ocorre que o australiano de 29 anos simplesmente desmontou da bicicleta na zona de abastecimento e abandonou o Tour de France. Sem ciclistas na fuga o segundo carro da equipe Bahrain acompanhava a prova de longe, no fundo da caravana. E foi apenas vendo a bicicleta de Rohan Dennis do lado de fora do ônibus da equipe que o diretor Gorazd Stangelj descobriu que seu ciclista havia abandonado a prova.

Boatos e informações desencontradas de Rohan Dennis

A notícia se misturou a diversos boatos, desde que Dennis estaria fugindo de exame antidoping até que negou-se a ajudar a equipe para se poupar para o contra relógio e em protesto teria abandonado. A verdade esta sendo contada a conta gotas e vou tentar juntar algumas partes aqui. Em especial com a entrevista para a Ridemedia.

Após notar a bicicleta do ciclista parada, o diretor tentou conversar com Dennis para entender o motivo do abandono, a resposta foi lacônica: – Agora não quero falar com ninguém!

Apesar do tempo limite longo previsto para etapa, o australiano se negou a dar explicações e não voltou para a prova. Stangelj em sua versão disse que não houve nenhuma discussão previa, que não havia nenhuma animosidade e que Dennis havia sido liberado das funções de auxiliar a equipe em prol de se preparar para a etapa de CRI.

A TV5 que participa da geração de imagens do Tour noticiou que Dennis teria discutido com o primeiro carro de apoio um pouco antes da zona de abastecimento. Logo depois Dennis foi visto andando com seu empresário Andrew McQuaid e cercado pela imprensa permaneceu calado.

Atualização

Conforme informação que chega, a equipe havia prometido um macaquinho em tecido especial fabricado pela Sportful. Ainda não se sabe se a peça chegou errada ou não chegou. O que chega a mídia é que houve uma discussão e envolvia a bicicleta “de merda”. Algo a qual oficialmente não será colocado.

A nota oficial da Bahrein ajuda muito pouco:

Hoje durante a etapa do Tour de France, o cicista Rohan Dennis da Equipe Bahrain Merida, relutantemente desistiu da prova. Dennis comentou:

“Eu estou muito desapontado em deixar a competição nesse momento. Obviamente o contra relógio individual de amanha estava sendo o grande objetivo para mim, mas devido minha sensiblidade, desistir hoje cedo foi a decisão correta. Eu desenho aos meus colegas de equipe o melhor no restante da prova. E eu gostaria de agradecer aos fãs do Tour de france que torceram por mim de suas casas e das estradas desde Bruxélas. Eu espero estar novamente competindo nesta grande prova nas próximas temporada.”

Rohan Dennis do desequilíbrio emocional a teoria da conspiração

Os relatos de inconstância emocional, imaturidade e prepotência de Rohan Dennis acompanham o ciclista. No Tour da Suíça que disputou um pouco antes do Tour de France, Dennis conseguiu um excelente segundo lugar na classificação geral graças ao desempenho no Contra Relógio Individual. Más línguas dizem que ele pode ter exagerado na dose do veneno no dia anterior ao CRI do Tour e preferiu o papelão do abandono a poder ser sorteado para o anti-doping. E até que poderia ser um fato semelhante ao de Rassmussen no Tour de France de 2007, quando o patrocinador sacou o ciclista por receio de doping. Nessa teoria da conspiração vale lembrar que a equipe teve o diretor Bozic e o ciclista Kristijan Koren suspensos por envolvimento na operação Aderlass. Além disso Milan Erzen diretor da equipe teve seu nome vinculado ao escândalo. Caso outro ciclista seja suspenso no período de um ano, implicaria na suspensão da licença da equipe pela UCI.

O fato é que foi uma atitude extremamente desrespeitosa para com a prova mais importante do calendário do ciclismo.

 

 

2 thoughts on “Rohan Dennis surta e abandona o Tour de France”

  1. Situação bizarra. É sabido que ele não tem tido os mesmos resultados vitoriosos com o equipamento da Merida, que ele teve com o da BMC. Até o momento só tem uma vitória em contra-relógio, a primeira etapa na Suiça, mas ele sabia que iria competir com esse equipamento quando assinou com a equipe, não adianta se fazer de louco agora. No final das contas, ficou feio para ele, já que antes era tido como “difícil”, agora será visto como antiético.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.