Ícone do site Pelote Ciclismo

Wout van Aert sofre queda e tem múltiplas fraturas em clássica belga

O que seria um treino de luxo para Ronde, acaba com os planos de diversos ciclistas para a monumento deste domingo. Wout van Aert e Jasper Stuyven foram os ciclistas que mais sofreram com queda massiva.

Na última quarta-feira aconteceu a Dwars door Vlaanderen, literalmente “Através dos Flanders”, prova preparatória para a Ronde van Vlaanderen ou “De Ronde” (A Volta), ponto alto das clássicas flamengas na Bélgica. Tudo ia bem até que a luta pela fuga na Hellestraat, primeira subida do dia após uma curva de alta velocidade o som das bicicletas caindo ao chão transformou tudo em pânico.

Wout van Aert tem múltiplas fraturas

Mais de dez ciclistas se envolveram na queda massiva, Wout van Aert, principal favorito belga, gemeu de dor e sentou-se na calçada em lágrimas. Ele sabia que seu desejo de vencer a monumento De Ronde teria que ser adiado por mais um ano. No hospital foram constatadas diversas fraturas:

Esse saldo coloca em cheque mesmo a preparação para o Giro d’Italia que começa no dia 04 de maio. Afinal, uma grande volta precisa de uma preparação adequada por parte dos atletas.

Stuyven, Biniam Girmay, Mads Pedersen, todos no hospital

Três ciclistas da Lidl Trek ficaram no solo, Jasper Stuyven foi o mais prejudicado com fratura da clavícula enquanto Alex Kirschi fraturou um metacarpo. Já Mads Pedersen passou pelo protocolo de concussão e foi liberado com abrasões.

Com muitas dores o eritreu da Intermarché, Biniam Girmay foi examinado no hospital e felizmente liberado sem fraturas. Gianni Vermeersch, companheiro de equipe de Mathieu van der Poel foi diagnosticado com trauma no sacro além de muita abrasão na pele. Michele Gazzoli da Astana teve costelas fraturadas.

As imagens do acidente são impressionantes:

 

Sair da versão mobile