Ícone do site Pelote Ciclismo

Jan Polanc vence Troféu Laigueglia com pódio inteiro da UAE

O esloveno Jan Polanc venceu o troféu Laigueglia na Itália após atacar a fuga no quilômetro final. Em uma chegada com pegadinha onde seus companheiros levaram os oponentes a errarem o momento de lançamento do sprint a UAE conquistou todo o pódio com Alessandro Covi em segundo e Juan Ayuso em terceiro.

Jan Polanc vence Torfeu Laigueglia | Captura RAI

Troféu Laigueglia 2022 – 202km

Disputado desde 1964, o Troféu Laigueglia chegou a sua edição 59 como prova UCI 1.Pro, ou seja o segundo nível  mais importante na hierarquia da UCI (União Ciclística Internacional). Fazendo um trajeto na paradisíaca região da Ligúria na Riviera Italiana, a prova teve em sua história vencedores como Eddy Merckx, Johan Museeuw e Lance Armstrong.

Antes do início de prova, destaque para a equipe Drone Hopper Androni Giocattolli de Giani Savio. A equipe se apresentou inteiramente com o uniforme de campeão ucraniano de Andri Ponomar

Drone Hopper | Foto Drone Hopper

Com o trajeto passando por quatro vezes em Colle Micheri a fuga do dia de cinco ciclistas foi capturada a 66km para o final e podemos até dizer que a prova começou ali. Um grupo grande de ciclistas atacou e absorveu a fuga, obrigando o pelote a trabalhar para evitar a vitória da fuga.  Entre os escapados estavam Richie Porte (Ineos), Samuele Battistella (Astana), Davi Gaudu (Groupama) e Davide Formolo (UAE) todos favoritos.

Perseguição Implacável no final de prova

Durante a penúltima descida Lorenzo Rota (Intermarché) atacou e atrás a perseguição contou com Richie Porte, Diego Ulissi e Jan Polanc. Enquanto isso o pelote estava a quarenta segundos de distância. Antes da última subida os três líderes ganharam a companhia do jovem espanhol da Ineos, Carlos Rodriguez e a situaçào de prova era:

Grupo com Rota (Intermarché), Ayuso (UAE), Alessandro Covi (UAE) e Rodrigues (Ineos). Um pouco atrás vinham Richie Porte (Ineos), Diego Ulissi (UAE), Jan Polanc (UAE) e Fabio Fellini (Astana). Enquanto isso o pelote estava 35″ atrás, restando apenas 4km para o final. A Vitória estava na mão da fuga.

E o como foi fantástico, a UAE fingiu atacar com Ayuso e Covi, enquanto atrás Polanc armava o bote para vencer alguns metros a frente dos demais. Para completar o trabalho perfeito, Covi foi segundo e Ayuso o terceiro, todos pela UAE Team Emirates.

 

Sair da versão mobile