Wout Van Aert vence a Gent Wevelgem 2021

Luiz Papillon

Em uma corrida intensa, cheia de ataques Wout Van Aert venceu a Gent-Wevelgem 2021. O belga de 26 anos da Jumbo Visma chegou a sua terceira vitória em 2021 com um forte sprint. Em segundo ficou o campeão europeu, o italiano Giacomo Nizzolo da equipe Qhubeka Assos e em terceiro o também italiano Matteo Trentin completou o pódio pela UAE Team Emirates.

Wout Van Aert vence Gent Wevelgem 2021 - Captura TV
Wout Van Aert vence Gent Wevelgem 2021 – Captura TV

“Essa vitória significa muito para mim! Venci muitas disputas grandes, mas nas corridas flamengas sempre perdi por pouco. Eu estava esperando isso! No trecho de serra esperei para atacar e conseguir o maior número de ciclistas comigo na fuga. A cooperação foi boa e mantivemos o controle da prova. Nathan (Hooydonck) estava incrivelmente forte hoje, na última passagem pelo Kemmelberg, dei o máximo de incentivo que pude para que ele continuasse. No final foi Nathan que colocou o rítmo que deixou Sam Bennett e Danny Van Poppel para trás. No final ele ainda estava na cabeça do grupo para o sprint. Chapeau!” Wout Van Aert

83ª – Gent-Wevelgem

Em sua edição 83, a clássica belga Gent-Wevelgem chegou a sua edição 2021 sob a nuvem da covid-19, assim como em 2020. Com 247km disputados entre Ypres e Wevelgem a prova se dividiu em duas partes, os primeiros 140km onde o cuidado era o vento cruzado e os últimos 107km com subidas duras e trechos de paralelepípedos pelos Flandres.

Antes da largada duas equipes deixaram a prova. A Trek Segafredo e a Bora Hansgrohe não largaram, um dos membros de cada equipe testou positivo para covid-19 e por protocolo sanitário, ambas abandonaram a prova.

A primeira fuga teve cinco ciclistas, entre eles o jovem suíço Stefan Bissegger, vice campeão mundial sub23 em 2019. Logo depois com 70km de prova o vento cruzado provocou uma quebra no pelote e um grupo muito forte de ciclistas escapou. Entre eles estavam Sam Bennett (Deceuninck), Wout Van Aert (Jumbo), Giacomo Nizzolo (Qhubeka), Matteo Trentin (UAE) e Michael Matthews (Bike Exchange).

Os ataques foram se sucedendo e o grupo líder acabou sendo reduzido a sete ciclistas:

  • Wout Van Aert – Jumbo Visma
  • Nathan Van Hooydonck – Jumbo Visma
  • Sonny Colbrelli – Bahrain Victorious
  • Giacomo Nizzolo – Qhubeka Assos
  • Matteo Trentin – UAE Team Emirates
  • Stefan Kung – Groupama FDJ
  • Danny Van Poppel – Intermarché
  • Sam Bennett – Deceuninck Quick Step

Últimos 15km da Gent Wevelgem 2021

Atrás um grupo de doze ciclistas perseguia com destaque a Greg Van Avermaet (Ag2r)  e Dylan Van Baarle (Ineos). Então a 16km do final, sobraram do grupo líder Sam Bennett e Van Poppel. Um pouco adiante Anthony Turgis (Total Direct Energie) atacou e juntou-se a Van Poppel, cerca de um minuto atrás dos líderes.

Um incêndio em Galloo fez a organizaçõa de prova trabalhar dobrado, durante a prova a organização anunciou uma mudança de rota devido a um incêndio no centro da cidade de Menen. Para o público na TV foi imperceptível.

Os ciclistas entrar no quilômetro final com Stefan Kung lançando o sprint, mas Wout Van Aert estava impossível! Com uma técnica única de sprint “sem balançar a bicicleta”, uma herança da especialidade contra o relógio, Wout Van Aert venceu mais uma clássica em 2021. Em segundo ficou o campeão europeu, o italiano Giacomo Nizzolo da Qhubeka Assos. Matteo Trentin completou o pódio.

As vezes pouco se fala do trabalho dos gregários em uma vitória. O desempenho de Nathan Hooydonck foi fundamental na vitória da Jumbo. Nathan esteve junto de Wout na formação da fuga, acelerou em um momento chave, quando Sam Bennett e Danny Van Poppel (fortes velocistas) ficaram para trás.  E ainda teve fôlego para lançar o sprint pela Jumbo. Uma verdadeira aula de trabalho em equipe.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Positivo para EPO desencadeia operação antidoping na Italia

O ciclista italiano Matteo De Bonis testou positivou para EPO (eritropoietina) em teste fora de competição no dia 16 de fevereiro. O ciclista foi suspenso preventivamente pela UCI. Logo a seguir a polícia italiana lançou operação de busca e apreensão em 22 endereços ligados a equipe ProTeam Vini Zabú KTM. […]
Matteo de Bonis - Divulgação Giro Italia

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: