UCI anuncia série de medidas para enfrentar os efeitos do coronavírus no ciclismo e na federação

Luiz Papillon

Em comunicado a imprensa, a UCI informou uma série de medidas para mitigar os efeitos da suspensão e cancelamento de provas de ciclismo.

Todas as provas de ciclismo estão suspensas até 02 de junho. O impacto dessa medida levou ao adiamento ou cancelamento de 650 eventos. O que representa 30% de todos eventos do calendário UCI. No topo da situação vem a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) em adiar os jogos olímpicos de Tóquio 2020 para 2021 em conjunto com os jogos paralímpicos, organizados pelo Comitê Paralímpico Internacional.

“Nossa federação internacional passa por uma crise que não era vivida desde a segunda grande guerra” David Lapparitent, Presidente da UCI

Classificação para os jogos olímpicos e paralímpicos

Afim de dar segurança aos atletas e federações, a UCI propôs ao COI que o calendário para classificação aos jogos olímpicos e paralímpicos tenha a data final congelada em 03 de março de 2020. A UCI esclarece que continua em discussão com o COI e CPI em função do adiamento dos jogos.

Período inativo pesa nas finanças da UCI

A UCI foi uma das federações que recomendou o cancelamento de provas ainda no início da crise do coronavírus. Em função dos cancelamentos a UCI devolveu aos organizadores as taxas de registro dos eventos cancelados. A UCI ressalta que essas taxas representam parte significante do orçamento da UCI e que terá impacto no balancete da federação.

Consciente do impacto da crise no pelote profissional, a UCI criou um grupo de trabalho com representantes dos ciclistas (CPA), equipes (AIGCP) e federação. A UCI e seus parceiros concordaram com o quadro que permita as equipes encarar as dificuldades financeira para tomarem as medidas necessárias para que atravessem o contexto da pandemia. A flexibilidade aprovada pelos parceiros e gestores busca permitir as equipes que foram afetadas pelo coronavírus, mantenham o respeito pelos direitos dos ciclistas em acordo com as regras da UCI. Maiores medidas poderão ser tomadas durante as discussões da UCI com seus parceiros dependendo da evolução da situação.

Entre as medidas aprovadas pelo comitê gestor da UCI estão:

  • Os líderes da UCI (Eleitos e Direção) decidiram reduzir seus salários ou ajudas de custo.
  • Total ou parcial redução salarial – em diferentes percentuais – a todos 130 empregados da UCI.
  • Congelamento de contratações por um período indefinido.
  • Redimensionamento dos projetos solidários para federações nacionais.
  • Adoção generalizada de encontros virtuais para o comitê gestor, comissões e seminários da UCI.
  • Análise (em processo) de contratos de serviços nos eventos, consultorias e fornecedores em geral.

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Ronde busca data para realização em setembro

A organização da monumento belga Ronde Van Vlaanderen ou Tour de Flandres tenta encaixar a prova no apertado calendário pós quarentena. Com o calendário de ciclismo congelado até 01/06, centenas de provas buscam junto a UCI datas para realização. A solução encontrada pela organizadora Flanders Classics foi apelar a Peter […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: